Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Avião espião não pilotado dos EUA cai próximo à fronteira entre as Coréias



SEUL, 24 Ago 2007 (AFP) - Um avião militar espião não pilotado americano caiu próximo da fronteira entre a Coréia do Sul e a Coréia do Norte em uma missão de rotina, disseram nesta sexta-feira oficiais americanos.

O avião espião, denominado "Sombra", caiu na quinta-feira próximo a uma base militar americana em Dongducheon, 18 km ao sul da zona desmilitarizada que divide a península coreana, disse um porta-voz militar americano.

"O avião caiu em uma zona despovoada, montanhosa, com vegetação densa, sem causar vítimas", disse à AFP.

Sua missão era monitorar os movimentos de tropas norte-coreanas voando ao longo da fronteira, acrescentou.

A Coréia do Norte acusa freqüentemente os Estados Unidos de enviar aviões espiões que voam sobre seu território.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas