Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2014

Postagem em destaque

Erdogan: exército sírio parou de avançar para Afrin

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, declarou que as tropas do governo sírio deixaram de avançar para a cidade de Afrin "após consultas", realizadas pelo líder turco nesta segunda-feira.
Sputnik

As tropas do governo sírio "foram realmente detidas ontem (segunda-feira)", afirmou Erdogan, segundo a agência de notícias Anadolu. Segundo o chefe de Estado, isso aconteceu "após consultas". No entanto, Erdogan não especificou à que consultas estaria se referindo.


Nesta segunda-feira, o líder turco discutiu a situação em Afrin durante conversa telefônica com seus homólogos russo e iraniano, Vladimir Putin e Hassan Rouhani.

Erdogan também afirmou que as milícias pró-governo que tentaram entrar em Afrin nesta terça-feira, e que foram repelidas pelas tropas turcas, o fizeram por iniciativa própria.

"A milícia síria decidiu entrar em Afrin por conta própria. Isso é inaceitável e não ficará sem resposta", alertou Erdogan.

Anteriormente, a imprensa infor…

Após Twitter, YouTube também é bloqueado na Turquia

FAB compra novo drone para vigiar estádios durante a Copa do Mundo

Fracasso do gasoduto Nabucco derruba estratégia americana

Obama conclama Rússia a retirar tropas da fronteira com a Ucrânia

Putin ordena entregar armas da Crimeia à Ucrânia

Rússia será coberta por campo de radar contínuo

Rússia participa de feira de defesa de olho no mercado latino-americano

A reunificação da Crimeia e os interesses geopolíticos

O papel da Rússia no conflito de Nagorno-Karabakh

Quem cuidará do patrimônio militar da Crimeia?

Rússia propõe ao Brasil fabricação conjunta de caças de quinta geração

O sonho da supremacia norte-americana foi enterrado na Crimeia

Governo de Kiev oferece campos de treinamento militar ao Setor de Direita

Rússia destina 2 bilhões de dólares para a destruição das armas químicas da Síria

Rússia pede à Interpol prisão de extremista ucraniano

Sanções contra a Rússia podem custar mais de 1,2 bilhão de euros de multa à França

Nau capitânia da Marinha ucraniana hasteia bandeira russa em Sebastopol

Turquia abre fogo de artilharia contra a Síria

Desde o início do ano Rússia vende armas no valor de dois bilhões de dólares

Único submarino da marinha ucraniana integra-se a forças navais da Rússia