Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Japão faz primeira expansão militar em mais de 40 anos

País instala estação de radar em uma ilha próxima a Taiwan e movimento arrisca irritar China


O Globo
com agências internacionais

YONAGUNI, Japão - O Japão começou a sua primeira expansão militar em mais de 40 anos neste sábado, instalando uma estação de radar em uma ilha tropical próxima a Taiwan, na parte ocidental de seu arquipélago. O movimento pode irritar a China devido a disputas entre os dois países sobre o domínio de algumas ilhas na região.

O ministro da Defesa japonês, Itsunori Onodera, que participou da cerimônia na Ilha de Yonaguni para marcar o início da construção da instalação, sugeriu que a presença militar poderia ser ampliada para outras ilhas nos mares do Sudoeste das principais ilhas japonesas.

- Esta é a primeira implantação desde que os EUA devolveram Okinawa (em 1972) e crescem as demandas para ficarmos mais atentos - afirmou Onodera. - Quero construir uma operação capaz de defender adequadamente as ilhas que fazem parte do território do Japão.

A estação de radar militar em Yonaguni faz parte de um plano antigo para melhorar a defesa e vigilância e dá ao Japão a possibilidade de acompanhar movimentos em torno de ilhas reivindicadas pela China. A base também pode estender o monitoramento japonês sobre o continente chinês e acompanhar navios chineses e aviões circulando sobre as ilhas em disputa, chamadas de Senkaku pelo Japão e de Diaoyu pela China.

Com 30 quilômetros quadrados, Yonaguni é o lar de 1.500 pessoas e conhecido por forte licor de arroz, pecuária, cana-de-açúcar e mergulho. A decisão do primeiro-ministro Shinzo Abe de colocar tropas no local evidencia preocupações do Japão sobre a vulnerabilidade de suas milhares de ilhas e a ameaça da China.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas