Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Fora do normal': OTAN teria usado armas climáticas para atingir êxito em operação militar

Uma das teorias de conspiração mais populares é a possível influência humana no clima com armas de tecnologia de última geração. Neste contexto, ganhou talvez o maior destaque o projeto HAARP dos EUA. Oficial da Força Aérea russa e meteorologista, Yevgeny Tishkovetz, contou para a Sputnik até que ponto os humanos podem mudar condições climáticas.
Sputnik

O HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program, em inglês) é um projeto financiado pelas Forças Armadas dos EUA que visa estudar a ionosfera para aperfeiçoamento de suas capacidades de comunicação por rádio e dos sistemas de vigilância com ajuda de tecnologias de ponta.


Há uma teoria de que o sistema HAARP teria sido utilizado na operação militar da OTAN na Iugoslávia em 1999. Yevgeny Tishkovetz, meteorologista do centro Fobos e ex-chefe do serviço meteorológico do Ministério da Defesa russo, disse à Sputnik Sérvia que o sistema pode ter sido realmente usado na Iugoslávia.

Segundo o oficial, a Aliança não tinha como realizar seus…

Lugansk confirma retirada de armamentos pesados da linha de contato na Ucrânia

A autoproclamada República Popular de Lugansk (RPL), no leste da Ucrânia, confirmou nesta segunda-feira (23) que está retirando o seu armamento pesado da linha de contato com as tropas de Kiev, em conformidade com os acordos de Minsk alcançados este mês. A informação foi dada à Sputnik por um negociador da RPL envolvido nas negociações.


Sputnik

O cessar-fogo entre as forças independentistas e as tropas do governo ucraniano entrou em vigor no último dia 15 de fevereiro. Segundo o acordo, as partes têm de recuar seu armamento pesado a uma distância de 25 quilômetros a 70 quilômetros para a criação de uma zona tampão. 


Tanque em Lugansk
© Sputnik/ Valeriy Melnikov
Por telefone, o negociador da RPL Vladislav Deinego disse que as forças de Lugansk estavam prosseguindo com a retirada, e informou que o cessar-fogo em Donbass está sendo observado no geral, mas que tiros de morteiro isolados ainda são ocasionalmente ouvidos.

No domingo (22), o vice-comandante da autoproclamada República Popular de Donetsk, Eduard Basurin, disse que a retirada da artilharia pesada, de sua parte, começaria na terça-feira (24).

Por outro lado, o porta-voz militar de Kiev, tenente-coronel Anatoliy Stelmakh, anunciou hoje o adiamento da retirada do armamento pesado pelo Exército ucraniano e disse aos jornalistas que a operação não começaria até que os supostos ataques dos independentistas fossem totalmente encerrados. Segundo ele, houve dois ataques de artilharia por parte das forças emancipacionistas durante a noite. Stelmakh afirmou que, embora isso represente uma queda na comparação com os últimos dias, “enquanto os disparos contra as posições militares ucranianas continuarem, não será possível falar sobre uma retirada”.


Postar um comentário