Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Militantes do Estado Islâmico queimaram mais de 40 pessoas no Iraque

Os militantes do grupo terrorista Estado Islâmico queimaram 43 pessoas em uma jaula.


Sputnik

A execução foi realizada esta terça-feira (17) em al-Baghdadi na província de Anbar, no oeste do Iraque, noticia este sábado (21) a EFE com a referência a fontes policiais iraquianas.


Refém do Estado Islâmico
© REUTERS/ Social media via Reuters TV
As vítimas de militantes eram funcionários da polícia e membros do Movimento de Salvação sunita, capturados pelo Estado Islâmico (EI).

No verão passado, os extremistas do EI conquistaram grandes áreas no norte e no oeste do Iraque, bem como em parte do território da Síria. As forças da coalizão internacional realizam desde agosto ataques aéreos contra as posições do EI a fim de deter o avanço dos islamitas.


Postar um comentário