Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Sangue e caos': príncipe saudita chama Trump de 'oportunista' por decisão sobre Jerusalém

O ex-chefe da inteligência saudita, o Príncipe Turki al-Faisal, criticou o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como a capital de Israel, em uma das mais acentuadas reações do reino aliado de Washington no Oriente Médio.
Sputnik

Em uma carta a Trump publicada em um jornal saudita nesta segunda-feira, o príncipe Turki, um ex-embaixador em Washington que agora não ocupa nenhum cargo do governo, mas continua influente, chamou a decisão de uma estratagema política doméstica que provocaria violência.


"O derramamento de sangue e o caos definitivamente seguirão sua tentativa oportunista de ganhar eleitoralmente", escreveu o príncipe Turki em uma carta publicada no jornal saudita al-Jazeera.

Trump inverteu décadas de política dos EUA e virou do consenso da crítica internacional na semana passada, reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel. A maioria dos países diz que o status da cidade deve ser deixado para negociações entre Israel e os pales…

Putin: “Cortar o gás a Donbass cheira a genocídio"

O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta quarta-feira que a cessação do fornecimento de gás por parte de Kiev para o Donbass "cheira a genocídio".


Sputnik

“Além de haver lá (em Donetsk, Lugansk) fome, de a OSCE afirmar que há uma catástrofe humanitária, ainda por cima desligam o fornecimento de gás! Como se chama isto? Isto já cheira a genocídio”, disse Putin numa conferência de imprensa após reunião com o seu homólogo cipriota, Nicos Anastasiades.


Vladimir Putin
© Sputnik/ Aleksei Druzhinin
“Aparentemente, há alguns líderes ucranianos que não compreendem as questões humanitárias. O próprio conceito, na minha opinião, é esquecido”, acrescentou.

Putin disse que quando ele discute essas questões com a liderança ucraniana, ouve em resposta: "eles mesmos estão combatendo, não vamos pagar nada a eles".


Postar um comentário