Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

Rússia fornecerá nova torre de artilharia automática aos EAU

Os Emirados mostraram muito interesse em comprar o novo dispositivo bélico.


Sputnik

Um acordo assinado pela empresa russa Rosoboronexportprom e a árabe Emirates Defense Technology estabelece uma parceria entre a Rússia e os Emirados Árabes Unidos (EAU). A nova torre de artilharia automática russa AU-220M será combinada com um veículo blindado fabricado pelos Emirados, provavelmente o veículo blindado modular de combate Enigma.


AU-220M
AU-220M | © Foto: Uralvagonzavod Press Service
O acordo foi assinado nesta quarta-feira (25) durante a exposição de material defensivo International Defense Exibition (IDEX 2015), que tem lugar em Abu Dhabi.

A AU-220M foi apresentada no domingo, primeiro dia da exposição, e foi imediatamente um sucesso.

O módulo é destinado para veículos blindados novos e modernizados. Foi elaborado por construtores do Instituto de Pesquisa Burevestnik, da cidade russa de Nizhny Novgorod, e apresentada pela empresa Uralvagonzavod, da qual o Burevestnik faz parte. A versão naval do canhão é capaz de atingir alvos na superfície, no ar e no mar, com alcance horizontal de 12 km e vertical, de 8 km.


Postar um comentário