Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

Unidade de combate da aviação nicaraguense ficará aos cuidados dos russos

Poder Aéreo

A Força Aérea do Exército da Nicarágua vai criar uma unidade de defesa aérea dotada de aeronaves russas no aeroporto de Punta Huete – 50 km a nordeste de Manágua –, mas a formação dos pilotos será integralmente feita na Rússia, e o governo de Moscou ainda precisará montar duas equipes de especialistas em território nicaraguense: uma de manutenção (semelhante à que funciona na Venezuela, para assistir a conservação dos caças SU-30 Mk2) e outra, menor, de assistência às operações aéreas.

As informações foram recolhidas pela Inteligência Militar da Colômbia e compartilhadas com o Comando Sul do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, sediado em Miami.

Os colombianos, que receberão, este ano, apenas 117 milhões de dólares de ajuda militar americana (24 milhões de dólares a menos do que em 2014), admitem que os russos possam pensar duas vezes antes de confirmar a entrega do caça-bombardeiro MiG-29 aos nicaraguenses, conforme foi noticiado no fim do ano passado.

A cessão dos MiGs representaria um completo desbalanceamento do atual equilíbrio militar na região do Caribe, e causaria um desconforto diplomático para a Rússia na comunidade das nações caribenhas.

Assim, pelo menos a princípio, é possível que o governo do presidente Vladimir Putin equipe a nova unidade da aviação militar do presidente Daniel Ortega com um pequeno lote de jatos Yak-130, de treinamento avançado para pilotos de combate. Esse modelo possui uma versão monoplace, de ataque ao solo, capaz de realizar a interceptação de aeronaves desarmadas.


Yak-130 - 3
O Yak-130 russo tem uma versão monoplace

Panchito – Na primeira metade dos anos de 1980, os jovens aviadores da Nicarágua selecionados para serem adestrados na pilotagem de caças-bombardeiros MiG-21 cursaram a Escola Politécnica de Aviação da República do Quirguistão, e estagiaram na base aérea de Tokmok, a 3.035 km de Moscou. Mas os MiGs nunca foram entregues à administração Sandinista.

O aeródromo de Punta Huete – el Panchito, como é conhecido entre os nicaraguenses –, construído na costa norte do lago de Managua para receber aeronaves de carga e servir como alternativa ao Aeroporto Internacional Augusto César Sandino, da capital do país, teve sua torre de controle reformada e já colocada sob custódia militar.

Punta Huete possui uma pista de 3.200 m de comprimento por 60 m de largura, e está apta a receber as maiores aeronaves de carga do mundo, como o Antonov An-124, principal avião de transporte da aviação militar russa – que, mesmo carregado, necessita de só 2.520m de pista para alçar voo.


Postar um comentário