Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Embraer e Boeing acertam termos de parceria

Acordo prevê criação de uma nova empresa de aviação comercial, com 80% de participação da gigante americana. Boeing vai pagar 4,2 bilhões de dólares aos brasileiros. Transação precisa ser aprovada pelo governo federal.
Deutsch Welle

A Embraer e a gigante americana Boeing anunciaram nesta segunda-feira (17/12) a aprovação dos termos de uma parceria para criar uma nova empresa de aviação comercial. A execução do acerto ainda precisa do aval do governo brasileiro.


De acordo com a proposta, a Boeing deterá 80% de participação na joint venture pelo valor de 4,2 bilhões de dólares, enquanto a fabricante brasileira ficará com os 20% restantes.

"A expectativa é de que a parceria não terá impacto no lucro por ação da Boeing em 2020, passando a ter impacto positivo nos anos seguintes", diz um comunicado conjunto da Embraer e da Boeing divulgado para investidores.

As duas empresas informaram que a joint venture criada para a fabricação de aviões comerciais, que deve absorver toda a operação…

Até 5 mil recrutas da Crimeia servirão às Forças Armadas da Rússia em 2015

De 2 mil a 5 mil cidadãos da Crimeia serão convocados pelas Forças Armadas da Rússia até o final deste ano, segundo informou hoje o primeiro-ministro da república reintegrada há um ano à Federação Russa, Sergei Aksyonov.


Sputnik

“Todos servirão independentemente da nacionalidade. E serão criadas condições iguais para todos”, ressaltou o premier da península, excluindo a possibilidade de tratamentos especiais em virtude da origem étnica de cada recruta. 


Exercícios do Exército da Rússia no sul do país
© AFP 2015/ Sergey Venyavsky

O Conselho da Federação, câmara alta do parlamento russo, aprovou uma lei nesta quarta-feira sobre as regras gerais de dispensa para os cidadãos da Crimeia. O documento destaca, em particular, que aqueles que foram dispensados do serviço militar ucraniano por questões de saúde ou que serviram ao exército da Ucrânia não serão obrigados a prestar serviços às Forças Armadas da Rússia.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas