Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia quer ajudar Iraque a combater curdos em Kirkuk

A Turquia informou nesta segunda-feira que estava pronta para ajudar o governo iraquiano a expulsar os combatentes curdos da cidade de Kirkuk, informou AFP.
Sputnik

Ancara teme que a eventual independência do Curdistão iraquiano pode desencadear movimentos semelhantes entre a população curda na Turquia e saudou a operação das forças iraquianas para expulsar as forças do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de Kirkuk.


"Estamos prontos para qualquer forma de cooperação com o governo iraquiano de modo a acabar com a presença do PKK no território do Iraque", disse o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu.

O Conselho de Segurança Nacional do Iraque afirmou neste domingo que considerará a presença de militares curdos em Kirkuk como um "declaração de guerra".

Na segunda-feira, as forças iraquianas tomaram amplos territórios nos arredores da cidade, bem como uma base militar, um aeroporto e um campo petrolífero.

Em 2014, as tropas peshmerga curdas …

‘Clarín’ divulga ida de pilotos argentinos à China este mês

Poder Aéreo

O diário portenho Clarín – mais importante jornal argentino –, publicou reportagem ontem (01.03), confirmando o embarque de pilotos argentinos, ainda este mês, para a China, com o objetivo de conhecer de perto os caças FC-1 e J-10B, que estão sendo oferecidos pelo governo de Pequim à Força Aérea Argentina (FAA) para a renovação de sua aviação de combate.


J-10 - 6
Chengdu J-10
Essa informação havia sido dada, com exclusividade, pelo Poder Aéreo no dia 10 de fevereiro (“Argentinos vão à fronteira da China com o Vietnã testar o J-10A”).

A matéria do repórter Guido Braslavsky, intitulada “Argentina evalúa comprar aviones militares a China”, foi publicada na seção de Política do Clarín (http://www.clarin.com/politica/Argentina-evalua-comprar-aviones-militares-chinos_0_1312668796.html).

Ela menciona a repercussão, dentro do Ministério da Defesa argentino, de uma análise do piloto de provas chinês (da reserva), Xu Yongling, publicada no site China Military Online – um blog semi-oficial patrocinado pelo Exército de Libertação Popular da China.

O texto de Yongling, inusitadamente franco, ressalta as qualidades do caça J-10B (evolução do J-10A) e conclui que, diante da possibilidade que se abre à FAA de adquirir o J-10B, qualquer aplicação de recursos no FC-1 (que custa quase a metade do J-10) será “um desperdício”.

Também essas informações também apareceram com exclusividade aqui no Poder Aéreo, no texto “Chineses confirmam negociação com argentinos sobre o caça J-10B”, postado a 17 de fevereiro.


Postar um comentário