Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Sangue e caos': príncipe saudita chama Trump de 'oportunista' por decisão sobre Jerusalém

O ex-chefe da inteligência saudita, o Príncipe Turki al-Faisal, criticou o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como a capital de Israel, em uma das mais acentuadas reações do reino aliado de Washington no Oriente Médio.
Sputnik

Em uma carta a Trump publicada em um jornal saudita nesta segunda-feira, o príncipe Turki, um ex-embaixador em Washington que agora não ocupa nenhum cargo do governo, mas continua influente, chamou a decisão de uma estratagema política doméstica que provocaria violência.


"O derramamento de sangue e o caos definitivamente seguirão sua tentativa oportunista de ganhar eleitoralmente", escreveu o príncipe Turki em uma carta publicada no jornal saudita al-Jazeera.

Trump inverteu décadas de política dos EUA e virou do consenso da crítica internacional na semana passada, reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel. A maioria dos países diz que o status da cidade deve ser deixado para negociações entre Israel e os pales…

Contrato de venda de mísseis Pantsir ao Brasil deverá ser assinado este ano

Segundo o vice-chefe da empresa russa Rosoboronexport, Sergei Goreslavskiy, o sistema de mísseis antiaéreos Pantsir que a Rússia está promovendo no mercado mundial é um armamento inovador.


Sputnik

O contrato de fornecimento do sistema Pantsir ao Brasil pode ser assinado no ano corrente, declarou Goreslavskiy.


Pantsir S
© Sputnik/ Sergei Mamontov
Ele sublinou que os lados brasileiro e russo estão a negociar ativamente o fornecimento do sistema de defesa Pantsir S1.

“Esperamos assinar este ano o contrato”, disse ele à rádio russa Ekho Moskvy.

Segundo ele, o complexo de defesa antiaérea é um produto novo que a Rosoboronexport está promovendo no mercado global. Na base do sistema está o complexo usado para garantir a segurança durante os Jogos Olímpicos em Sochi, que inclui sistemas de defesa antimíssil (DAM) e sistemas “cidade segura”.

"Estamos trabalhando ativamente com o Brasil sobre a questão", disse ele, lembrando que Brasil vai sediar os Jogos Olímpicos de Verão de 2016. "Um protótipo do caça de quinta geração russo-indiano FGFA (Fifth Generation Aircraft Fighter) aparecerá em 2018", disse ainda Goreslavsky.

"Está previsto apresentar o protótipo em 2018, se o processo de negociação decorrer a bom ritmo", disse ele à Ekho Moskvy.

Goreslavskiy explicou que o protótipo será capaz de levitar e declarou que em 2015 a Rússia e a Índia começarão o trabalho de desenvolvimento da documentação do projeto. Ele também lembrou que a Rússia está a negociar a preparação para construção do helicóptero Ka-226 na Índia.


Postar um comentário