Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Jornal alemão iguala Bundeswehr à 'armazém de peças de reposição'

Bundeswehr (Forças Armadas da Alemanha) está em profunda crise, enfrentando uma grave falta de investimento, noticia o Suddeutsche Zeitung.
Sputnik

Segundo o jornal, 20% dos candidatos a cargos oficiais abandonam o serviço nos primeiros seis meses e a seleção de 8.500 voluntários previstos no plano para o serviço militar vem enfrentando mais e mais dificuldades com o passar dos anos.

Na lista dos problemas, a maior preocupação corresponde ao financiamento do exército alemão. Segundo a publicação, o orçamento da defesa para 2018, no valor de 38,5 bilhões de euros (R$ 170,9 bilhões) parece suficiente apenas à primeira vista — o exército não tem dinheiro suficiente. Metade do orçamento é usada para suprir as necessidades dos oficiais, uns 18% são destinados aos custos operacionais e apenas 13% do orçamento é investido nas compras de defesa.

Em particular, a publicação observa uma redução acentuada no número de tanques de 4.500 no final da Guerra Fria para 225 unidades. O dinheiro investido é…

Defensores de direitos humanos: ataques aéreos dos EUA matam mais de 100 civis na Síria

O Grupo Sírio de Direitos Humanos (Syrian Network for Human Rights) diz que a coalizão contra o Estado islâmico, liderada pelos EUA, deve ser responsabilizada pela morte de mais de 100 civis na Síria, mortos em bombardeios. O grupo também exige que o Comando Central dos Estados Unidos realizar uma "investigação séria".


Sputnik

Os ativistas detalham em seu relatório que desde setembro, quando os ataques aéreos começaram, o número de civis mortos cresceu até 103 pessoas, incluindo 11 mulheres e 11 crianças. Só um bombardeio de um edifício, usado pelos jihadistas como prisão, na cidade síria de Al-Bab, causou a morte de 51 civis. 


Ataques aéreos na Síria
© AP Photo/ Vadim Ghirda
“Infelizmente o Comando Central dos EUA nega que civis foram mortos pelas forças da aliança”, diz o diretor de Syrian Network for Human Rights, Fadel Abdul Ghani.

Na opinião dele, é necessário começar uma investigação grave para julgar os responsáveis e faz a aliança compensar às famílias a morte de parentes.

Apoiados por um número de países aliados, os EUA vêm realizando desde 23 de setembro ataques aéreos sobre as posições do EI na Síria. Desde agosto, operações da mesma índole são efetuadas no Iraque. É de notar que os EUA utilizam a aviação sem consentimento das autoridades sírias.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas