Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Como funcionam os mísseis de micro-ondas que os EUA podem usar em caso de ataque da Coreia do Norte

Nos arredores da cidade de Albuquerque, no Estado do Novo México, uma equipe de especialistas da Força Aérea americana desenvolve uma arma pouco tradicional, mas que poderia ter um objetivo estratégico: deter os mísseis nucleares da Coreia do Norte.
Lioman Lima | BBC Mundo

Não é um armamento qualquer. Trata-se de um tipo de arma eletromagnética que não é nociva para o ser humano e cuja base de funcionamento é a mesma tecnologia de um forno micro-ondas.


E, segundo diversos especialistas em assuntos militares consultados pela BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, poderia ser uma alternativa para desativar as armas nucleares de Pyongyang de forma efetiva, sem gerar grandes prejuízos.

O "Projeto de mísseis avançados de micro-ondas de alta potência de interferência eletrônica" (Champ, na sigla em inglês) prepara, em essência, projéteis que emitem ondas de altíssima frequência, capazes de fritar sistemas eletrônicos.

"Tendo em conta o estado da tecnologia no mundo moderno, em q…

EUA vão enviar este ano 300 militares para a Ucrânia

Os EUA planejam enviar para a Ucrânia no período de março-outubro de 2015 pelo menos 300 militares para cooperar com o exército ucraniano, se diz num documento publicado no site dos contratos públicos.


Sputnik

Os militares norte-americanos ficarão instalados no Centro Internacional de Paz e Segurança (International Peacekeeping and Security Center), no campo de treinamento de Yavorov, na região de Lvov (oeste da Ucrânia). Anteriormente, lá já tinham sido realizados exercícios conjuntos entre as tropas ucranianas e estrangeiras. De acordo com o documento, esta missão militar vai durar de 5 de março até 31 outubro de 2015.

O governo dos EUA também anunciou um concurso para assegurar a deslocação dos militares na Ucrânia.

“O contratante deve fornecer todos os equipamentos, veículos e pessoal necessário para prestar serviços de transporte de acordo com os termos do contrato”, diz o documento.

Em particular, os veículos deverão ser equipados com “ar condicionado e aquecimento capazes de manter uma temperatura constante entre 20 e 24 graus”. Além disso, devem ter cortinas opacas, necessárias para segurança.

Página do documento publicado no site dos contratos públicos

Postar um comentário