Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Exército Brasileiro apresenta novo veículo para ser usado na fronteira

O novo veículo blindado do Exército Brasileiro será utilizado no combate ao crime organizado na faixa de fronteira


Correio do Estado

O novo veículo blindado do Exército Brasileiro que será utilizado no combate ao crime organizado na faixa de fronteira, em Mato Grosso do Sul foi apresentado nesta terça-feira. A cerimônia militar de lançamento Blindado Guarani – nome do veículo – aconteceu em Dourados.

Guarani

O veículo foi entregue à 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, organização que recebeu o projeto piloto de implantação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), lançado em novembro de 2014, informou a assessoria de comunicação do Comando Militar do Oeste.

“Isso mostra que temos um trabalho de integração e o Sisfron pode ajudar na segurança de nossas fronteiras”, avaliou o governador Reinaldo Azambuja, que esteve presente no evento.

Integrando uma frota de veículos blindados que o Exército está produzindo pelo Sisfron, o Blindado Guarani é um carro de combate anfíbio. Com peso de 18 toneladas e tração 6×6, é capaz de transportar 11 militares. Mais alto, tem capacidade maior de proteção anti-minas.

Comparado a modelos anteriores (Urutu e Cascavel), o Blindado Guarani traz como vantagens proteção blindada superior, maior mobilidade, maior capacidade de transposição de trincheiras, maior capacidade de degrau vertical, maior vão livre, suspensão independente hidropneumática e sistema de freio com disco duplo e ABS.

O veículo vem ainda com ar-condicionado, GPS, sistema automático de detecção e extinção de incêndio, capacidade de operação noturna de série e sistema de detecção de laser. Ele pode ser equipado com torre de canhão automático ou de metralhadora, operada por controle remoto. O modelo pode ser aerotransportado por um avião tipo Hercules C-130.

Sisfron

O Sisfron, em seu projeto piloto no município de Dourados, reúne investimentos de mais de R$ 1,3 bilhão para Mato Grosso do Sul, voltados para aquisição de viaturas e construção de novos Centros de Operações (Dourados, Nioaque, Bela Vista, Ponta Porã e Amambai). Equipamentos de alta tecnologia, como sensores, câmeras de alta precisão, radares e torres de internet também passaram a integrar o quadro de investimentos na Brigada, todos eles para combater o tráfico de drogas entre outros ilícitos nas fronteiras do País.

Depois de implantado, o Sistema irá monitorar permanentemente as fronteiras terrestres, que se estendem por quase 17 mil quilômetros ao longo de dez países, 11 Estados e 588 municípios brasileiros (investimentos federais de R$ 12 bilhões). Em Mato Grosso do Sul são 1.527 quilômetros de fronteira entre Mundo Novo e Corumbá onde o Sisfron irá atuar com o apoio do Governo do Estado.


Postar um comentário