Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Embraer e Boeing acertam termos de parceria

Acordo prevê criação de uma nova empresa de aviação comercial, com 80% de participação da gigante americana. Boeing vai pagar 4,2 bilhões de dólares aos brasileiros. Transação precisa ser aprovada pelo governo federal.
Deutsch Welle

A Embraer e a gigante americana Boeing anunciaram nesta segunda-feira (17/12) a aprovação dos termos de uma parceria para criar uma nova empresa de aviação comercial. A execução do acerto ainda precisa do aval do governo brasileiro.


De acordo com a proposta, a Boeing deterá 80% de participação na joint venture pelo valor de 4,2 bilhões de dólares, enquanto a fabricante brasileira ficará com os 20% restantes.

"A expectativa é de que a parceria não terá impacto no lucro por ação da Boeing em 2020, passando a ter impacto positivo nos anos seguintes", diz um comunicado conjunto da Embraer e da Boeing divulgado para investidores.

As duas empresas informaram que a joint venture criada para a fabricação de aviões comerciais, que deve absorver toda a operação…

Forças armadas russas concluem um dos maiores exercícios militares dos últimos tempos

Cerca de 80 mil soldados, mais de 200 aeronaves e dezenas de navios de guerra e submarinos participaram das manobras.


Sputnik

Estão chegando ao fim neste sábado os exercícios do exército russo, realizadas em grande escala na parte europeia da Rússia, no âmbito da verificação surpresa de prontidão de combate da Frota do Norte da Marinha, das divisões do Círculo Militar do Oeste e das Tropas Aerotransportadas, informou o ministério da Defesa da Federação da Rússia.

Frota do Norte da Rússia
© Foto: Alexey Pavlov

Os exercícios começaram em 16 de março, por determinação do comandante supremo das Forças Armadas da Rússia, Vladimir Putin. Elas foram realizadas com objetivo de verificar a prontidão das tropas e da avaliação das possibilidades de deslocamento das forças armadas das regiões centrais do país para o Ártico em condições climáticas adversas.

O ministro da Defesa da Rússia, general do exército Sergei Shoigu, informou que 76 mil militares, mais de 10 mil unidades de tanques, 65 navios de guerra, 16 navios de suporte, 15 submarinos e mais de 200 aeronaves participaram da verificação surpresa.

Ao anunciar o início dos exercícios, Shoigu explicou que “os novos desafios e ameaças de segurança militar exigem a continuidade do aumento do potencial de combate das forças armadas, bem como uma especial atenção às condições das unidades estratégicas recém renovadas no norte”.

Shoigu destacou que, em paralelo aos exercícios no norte, foram realizados treinos de surpresa nos Círculos Militares Oeste, Sul, Central e Leste, com deslocamento de tropas por todo o país.

“Foi verificada a possibilidade de deslocamento e aumento do contingente militar no Ártico, Báltico e Crimeia”, concluiu o ministro.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas