Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Moscou revela fotos de material bélico dos EUA nas posições do Daesh

O Ministério da Defesa da Rússia publicou na sua conta no Facebook fotos aéreas de posições do Daesh (organização proibida na Rússia), perto da cidade de Deir ez-Zor, nas quais se vê material bélico dos EUA.
Sputnik

"Graças às fotografias aéreas captadas entre 8 e 12 de setembro de 2017, perto das posições do Daesh foi detectado um grande número de veículos blindados norte-americanos Hummer que estão em serviço das forças especiais dos EUA", informou o ministério.


Segundo o ministério, nas fotos é claramente visível o posicionamento das forças especiais dos EUA em pontos de apoio que anteriormente foram equipados pelos terroristas. Nas fotos não há nenhuns vestígios de ataques, bem como de confrontos com os terroristas ou crateras provocadas por ataques aéreos realizados pela coalizão internacional liderada pelos EUA.

"Embora os pontos de apoio dos destacamentos das Forças Armadas dos EUA estejam nas zonas das atuais posições do Daesh, não existem quaisquer vestígios de pre…

Lavrov sobre envio de tropas de paz para a Ucrânia: acho que na UE não tem loucos

A União Europeia não introduzirá forças de paz no território da Ucrânia, em Bruxelas “não tem loucos”, disse o ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov, comentando o pedido de Kiev sobre o envio de uma força policial da UE para a Ucrânia.


Sputnik

“Eu acho que, não há loucos na UE. Precedentes de introdução de uma força policial da UE referem-se a situações (como foi nos Balcãs) em que teve o consentimento de todas as partes do conflito. A UE não iria para qualquer ponto, para o leste da Ucrânia ou qualquer outro lugar, a menos que haja consentimento das partes em conflito sobre essa missão”, disse Lavrov em entrevista no programa televisivo "Vesti v Subbotu" (Notícias de Sábado").


O ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov
© Sputnik/ Yevgeny Biyatov

Na terça-feira, 17 de março, o parlamento ucraniano aprovou o projeto de solicitação ao Conselho de Segurança da ONU e ao Conselho Europeu de uma operação internacional para a manutenção da paz e da segurança na Ucrânia. Nesta sexta-feira, 20 de março, Kiev enviará o pedido oficial à ONU.


Postar um comentário