Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Qual será resposta síria a novos mísseis 'inteligentes' dos EUA?

A cada declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre seus "mísseis inteligentes", os sistemas de defesa antiaérea sírios terão sua própria resposta de mísseis, o que foi demonstrado pelo país em 14 de abril, assegurou à Sputnik o membro do Conselho Público junto ao Ministério da Defesa da Rússia, Igor Korotchenko.
Sputnik

Mais cedo, Sergei Rudskoy, chefe da Direção-Geral Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas russas, disse aos jornalistas que os especialistas russos tinham detectado evidências de 22 mísseis terem atingido alvos, de um total de 105 anunciados pelos EUA, na sequência do ataque aéreo dos EUA e seus aliados.


"Os mísseis podem ser 'inteligentes', mas os sistemas da defesa antiaérea podem ser eficientes, por isso, para cada míssil 'astuto' haverá um míssil guiado, o que foi demonstrado pelo ótimo treinamento profissional dos soldados sírios. Nas declarações de Trump há muita publicidade, e para cada tweet de Trump sobre seus '…

Milícias de Donbass pedem a Hollande e Merkel que intervenham junto a Kiev

Os líderes das autoproclamadas Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk, Aleksandr Zakharchenko e Igor Plotnitsky, apelaram ao presidente francês, François Hollande, e à chanceler alemã, Angela Merkel, dizendo que a Ucrânia está sabotando as obrigações assumidas em Minsk.


Sputnik

“Nós temos que nos dirigir a vocês como garantia dos acordos de Minsk para exercer pressão sobre Kiev, até a introdução de sanções pessoais e econômicas, para fazer a liderança ucraniana realizar as medidas assumidas em Minsk”, relata a agência de notícias de Donetsk, citando uma declaração conjunta.


Líderes das autoproclamadas Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk, Aleksandr Zakharchenko e Igor Plotnitsky
© Sputnik/ Sergey Averin
Entre outros itens da carta de Zakharchenko e Plotnitsky, estão o pedido para ajudar na recuperação do sistema bancário de Donbass, a proibição de entrada ao território da UE a Arseny Yatsenyuk e a suspensão da ajuda financeira a Kiev.

Além disso, de acordo com o texto da carta, as forças de segurança ucranianas não estão realizando devidamente o processo da retirada de armas pesadas.


Postar um comentário