Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Moscou: afirmações da Ucrânia sobre retirada de armas pesadas são blefe

Kiev violou mais uma vez grosseiramente os acordos de Minsk, todas as declarações das autoridades ucranianas sobre a retirada de armas pesadas são blefe, disseram no sábado representantes do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.


Sputnik

O ministério analisou com preocupação o vídeo da agência Reuters onde se viam armas pesadas do exército ucraniano na linha de frente no leste da Ucrânia. A julgar pelas imagens, o batalhão Azov usou obuses D-30 de calibre 122 milímetros, com alcance de até 22 quilômetros, diz o documento do ministério. Além disso, o vídeo foi feito na região da aldeia Shirokino, que deve estar no foco da missão especial da OSCE.


Armas pesadas na linha de frente no leste da Ucrânia
© Sputnik/ Den Levi

Assim, observou o ministério, “a declaração das autoridades ucranianas, que todas as armas pesadas foram retiradas, vira novamente um blefe".

“A Rússia apela mais uma vez à parte ucraniana não enganar a opinião internacional e cumprir fielmente suas obrigações no âmbito dos acordos de Minsk”, sublinhou o ministério.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas