Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

NORAD: Potencial dos mísseis russos aumenta e traz riscos para a defesa aérea dos EUA

O chefe do Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (NORAD), general William Gortney, anunciou que as forças armadas russas estão se sentindo cada vez mais confiantes no mundo todo, inclusive perto das fronteiras dos EUA.


Sputnik

As possibilidades da Rússia na área de mísseis estão aumentando, o que pode criar problemas adicionais para a defesa do território dos EUA de uma eventual ameaça, anunciou nesta quinta-feira para o senado dos EUA o chefe do Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (NORAD), general William Gortney.


Forças armadas da Rússia
© Sputnik/ Vasiliy Batanov
“A Rússia avança para o seu objetivo de desenvolvimento de mísseis de cruzeiro de longo alcance com explosivos convencionais, aumentando ainda mais a distância do alvo, ao serem lançados de bombardeiros, submarinos e unidades militares terrestres. Isso amplia o instrumentário de possibilidades flexíveis de contenção a disposição de Kremlin até o nível atômico (de condução de ações militares)”, alertou o chefe do NORAD em relatório entregue ao comitê de defesa do senado.

“Se essa tendência continuar, com tempo NORAD se deparará com riscos cada vez maiores para as nossas possibilidades de defesa da América do Norte contra a ameaça aérea, naval e de mísseis da Rússia”, afirmou ele.

Segundo o militar, as forças armadas russas estão se sentindo cada vez mais confiantes no mundo todo e, inclusive, perto das fronteiras dos EUA. Gortney afirmou que os bombardeiros e batedores da marinha da Rússia estão estudando as possibilidades do NORAD. 


“As suas patrulhas servem, por um lado, para treinamento das equipes da força aérea russa, mas por outro lado também são uma forma de demonstrar o descontentamento com a política do Ocidente e que o raio de ação de Moscou pode ser global”, concluiu o comandante.

No âmbito das tenções da Rússia e dos EUA em função da crise na Ucrânia, os Estados Unidos condenaram em diversas ocasiões o “incomum aumento das atividades” das forças armadas russas, incluindo da sua aviação estratégica. A Rússia, por sua vez, aponta um grande aumento nas atividades da OTAN perto das suas fronteiras.



Postar um comentário