Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia quer ajudar Iraque a combater curdos em Kirkuk

A Turquia informou nesta segunda-feira que estava pronta para ajudar o governo iraquiano a expulsar os combatentes curdos da cidade de Kirkuk, informou AFP.
Sputnik

Ancara teme que a eventual independência do Curdistão iraquiano pode desencadear movimentos semelhantes entre a população curda na Turquia e saudou a operação das forças iraquianas para expulsar as forças do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de Kirkuk.


"Estamos prontos para qualquer forma de cooperação com o governo iraquiano de modo a acabar com a presença do PKK no território do Iraque", disse o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu.

O Conselho de Segurança Nacional do Iraque afirmou neste domingo que considerará a presença de militares curdos em Kirkuk como um "declaração de guerra".

Na segunda-feira, as forças iraquianas tomaram amplos territórios nos arredores da cidade, bem como uma base militar, um aeroporto e um campo petrolífero.

Em 2014, as tropas peshmerga curdas …

Os atrasos do Tejas e algumas comparações, segundo o MD da Índia

Poder Aéreo

Na terça-feira, 10 de março, o Ministério da Defesa da Índia divulgou nota publicada no birô de informações do Governo Indiano com informações sobre o programa LCA (Light Combat Aircraft- avião de combate leve) mais conhecido como o caça leve Tejas.


Tejas LSP-7 - foto ampliada via Livefist

A nota refere-se a uma resposta escrita do ministro da Defesa, Shri Manohar Parrikar, dada no mesmo dia a Shri Palvai Govardhan Reddy da câmara alta do Parlamento Indiano (Rajya Sabha)

O texto relembrou a entrega do primeiro exemplar de produção em série do Tejas, realizada em 17 de janeiro, e enumerou as razões do atraso no projeto LCA. São elas:

  • O desenvolvimento desde o princípio de tecnologias no chamado “estado-da-arte”;
  • Indisponibilidade de mão de obra treinada e capacitada no país;
  • Indisponibilidade de infraestrutura e instalações de teste no país;
  • Complexidades tecnológicas não esperadas no projeto estrutural;
  • Indisponibilidade de componentes críticos, equipamentos e materiais, além de recusas de fornecimento de tecnologias pelos países tecnologicamente avançados;
  • Ampliação dos requisitos do usuário e mudanças nas especificações durante o desenvolvimento;
  • Ampliação no escopo do trabalho;
  • Instalações de produção inadequadas na HAL (Hindustan Aeronautics Limited – estatal indiana de aviação).

A nota também trouxe algumas comparações com aeronaves consideradas da mesma classe do LCA Tejas.

De acordo com fontes abertas, aeronaves contemporâneas ao LCA desenvolvidas em outros países são o JAS-39 da Suécia, o FA-50 da Coreia do Sul e o JF-17 de Paquistão e China. Os motores instalados nesses aviões (à exceção do JF-17) são do modelo GE-404.

Segundo a nota, os parâmetros do LCA, como peso vazio, peso total (excetuando-se o JAS-39), empuxo, velocidade (à exceção do JAS-39) são melhores que os das demais aeronaves.

De maneira similar, o custo de desenvolvimento e o valor unitário do LCA são menores que os do JAS-39 e do FA-50, porém maiores que os do JF-17. Por outro lado, o alcance de traslado do LCA é menor que os dos outros aviões.

Postar um comentário