Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Países da UE adiam decisão sobre extensão de sanções

Cúpula desta semana não tratará de medidas punitivas, que já completam um ano.


Gazeta Russa

Líderes dos países da União Europeia concordaram em cancelar a decisão acerca de um prolongamento das sanções contra a Rússia em sua cúpula nesta semana, segundo o The Wall Street Journal.


Países da UE Adiam decisão Sobre Extensão de sanções

"Ficaram claros contornos de entendimento político entre os países da UE, o que permite à Europa evitar divergências sobre política em relação à Rússia. Para tanto, decidiu-se postergar a aprovação da resolução sobre o prolongamento das sanções econômicas contra Moscou", lê-se no jornal norte-americano.

A agência financeira Bloomberg já havia revelado que sete países europeus iriam se manifestar contra a extensão das sanções.

As primeiras medidas de punição pela crise ucraniana foram impostas à Rússia há um ano. Em resposta a essas, Moscou colocou embargos contra produtos alimentares provenientes da União Europeia.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas