Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Países da UE adiam decisão sobre extensão de sanções

Cúpula desta semana não tratará de medidas punitivas, que já completam um ano.


Gazeta Russa

Líderes dos países da União Europeia concordaram em cancelar a decisão acerca de um prolongamento das sanções contra a Rússia em sua cúpula nesta semana, segundo o The Wall Street Journal.


Países da UE Adiam decisão Sobre Extensão de sanções

"Ficaram claros contornos de entendimento político entre os países da UE, o que permite à Europa evitar divergências sobre política em relação à Rússia. Para tanto, decidiu-se postergar a aprovação da resolução sobre o prolongamento das sanções econômicas contra Moscou", lê-se no jornal norte-americano.

A agência financeira Bloomberg já havia revelado que sete países europeus iriam se manifestar contra a extensão das sanções.

As primeiras medidas de punição pela crise ucraniana foram impostas à Rússia há um ano. Em resposta a essas, Moscou colocou embargos contra produtos alimentares provenientes da União Europeia.


Postar um comentário