Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Polícia Federal prende militar no Rio por pedofilia

A Polícia Federal (PF) prendeu em flagrante no Rio de Janeiro um capitão de corveta da Marinha, de 40 anos de idade, que armazenava imagens pornográficas de crianças e adolescentes e as postava na internet, através da rede social Twitter.


Sputnik

De acordo com nota divulgada hoje (21) pelo setor de comunicação social da PF no Rio, o preso foi indiciado pelo crime de pedofilia, com base no Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8069/90).


Rio de Janeiro
© Sputnik/ Aleksandr Vilf

A prisão do militar ocorreu na manhã de ontem (20), durante cumprimento de dois mandados de busca e apreensão no bairro da Ilha do Governador, zona norte do Rio. Os policiais federais constataram que o preso armazenava milhares de imagens com cenas de sexo explícito e pornografia envolvendo crianças e adolescentes.

Conforme a nota, dados colhidos durante a investigação da PF apontavam o upload transnacional de imagens semelhantes. O investigado tinha seguidores na rede social que replicavam as imagens para a Europa e Estados Unidos.


Postar um comentário