Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Sangue e caos': príncipe saudita chama Trump de 'oportunista' por decisão sobre Jerusalém

O ex-chefe da inteligência saudita, o Príncipe Turki al-Faisal, criticou o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como a capital de Israel, em uma das mais acentuadas reações do reino aliado de Washington no Oriente Médio.
Sputnik

Em uma carta a Trump publicada em um jornal saudita nesta segunda-feira, o príncipe Turki, um ex-embaixador em Washington que agora não ocupa nenhum cargo do governo, mas continua influente, chamou a decisão de uma estratagema política doméstica que provocaria violência.


"O derramamento de sangue e o caos definitivamente seguirão sua tentativa oportunista de ganhar eleitoralmente", escreveu o príncipe Turki em uma carta publicada no jornal saudita al-Jazeera.

Trump inverteu décadas de política dos EUA e virou do consenso da crítica internacional na semana passada, reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel. A maioria dos países diz que o status da cidade deve ser deixado para negociações entre Israel e os pales…

Rússia testará robô antropomórfico

O robô antropomórfico Avatar até o fim do ano em curso deverá saber superar a pista de obstáculos e aprender a conduzir veículos.


Sputnik

Esta informação foi divulgada à TASS por um dos criadores do robô, Vitaly Davydov.


Robô Avatar
© AFP 2015/ MIKHAIL KLIMENTYEV / RIA NOVOSTI / AFP
“O programa de desenvolvimento deste projeto prevê testes deste robô em uma pista de obstáculos no fim deste ano. Avatar deverá superar todos os elementos dela, mostrar a capacidade de conduzir vários veículos inclusive automóveis e subir uma escada”, disse.

Inicialmente a criação do robô foi efetuada nos interesses do ministério para Situações de Emergência para poder efetuar trabalhos de resgate nas condições perigosas para a saúde e vida do pessoal. Porém, mais tarde foi tomado em conta que a maioria dos componentes do robô de resgate pode ser utilizada para resolver tarefas militares, manifestou Davydov.

“Neste momento trata-se da criação de uma plataforma robotizada em qual são testados os elementos essenciais que sejam necessários para resolver um amplo circulo de tarefas, inclusive militares”, frisou.

Em 20 de janeiro ao presidente russo Vladimir Putin foi apresentado um robô antropomórfico. Montado sobre um quadriciclo e operado por uma pessoa, resolveu as tarefas colocadas perante ele: fez cinco tiros precisos em ao alvo e depois, conduzindo o quadriciclo, fez um círculo no campo de treinamento.


Postar um comentário