Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Analista: entrega de dados de Israel sobre abate de Il-20 significa muito para Rússia

O comandante da Força Aérea Israelense, Amikam Norkin, forneceu ao Ministério da Defesa da Rússia dados sobre o incidente com o avião russo Il-20 na Síria. Israel demonstra que não pretende perder a cooperação estabelecida com a Rússia, disse o analista político Stanislav Tarasov durante uma entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik.
Sputnik

Além destas informações sobre o abate da aeronave, Israel também avisou sobre "as tentativas do Irã de fortalecer sua posição na Síria e entregar armas estratégicas ao Hezbollah". Os militares observaram que é necessário continuar coordenando as ações na Síria, ressaltando a importância de respeitar os interesses dos dois países.

O avião russo Il-20 foi abatido sobre o mar Mediterrâneo no dia 17 de setembro, a 35 quilômetros da costa síria, por um míssil do sistema antiaéreo S-200 da Síria, resultando na morte de 15 militares.

Ao mesmo tempo, quatro caças F-16 atacaram instalações sírias em Latakia. De acordo com o Ministério da Defesa da…

Saab e Boeing fazem primeiro lançamento de SDB a partir de terra

Forças Terrestres

Em nota e vídeo divulgados na terça-feira, 10 de março, a empresa sueca Saab e a americana Boeing informaram que a SDB I (Small Diameter Bomb – bomba de pequeno diâmetro) da Boeing teve comprovada a sua adaptação para lançamento a partir de um sistema de artilharia terrestre, mesmo tendo sido desenvolvida, originariamente, para emprego a partir de aeronaves.


GLSDB - imagem Boeing via Saab

Segundo a nota, as empresas testaram recentemente a chamada GLSDB (Ground Launched Small Diameter Bomb – bomba de pequeno diâmetro lançada de terra), integrando tecnologias da SDB I e do motor foguete M26 (fornecido pela Nammo) ao sistema de lançamento múltiplo de foguetes (MLRS – Multiple Launch Rocket System). O teste mostrou que a bomba pode suportar um lançamento por foguete de artilharia sem comprometer seu desempenho.

A GLSDB permite ao sistema de artilharia atingir objetivos a distâncias significativamente maiores, engajando alvos difíceis de alcançar, ao mesmo tempo em que mantém a manobrabilidade em voo e a precisão da SDB. As duas empresas deverão, a partir de um acordo assinado no ano passado, oferecer a GLSDB a operadores atuais e futuros de foguetes de artilharia.




Postar um comentário

Postagens mais visitadas