Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Senadora norte-americana anuncia prazo de fornecimento de armas à Ucrânia

O presidente dos EUA Barack Obama poderá tomar em breve a decisão sobre o fornecimento de armas à Ucrânia, disse a senadora do Ohio Marcy Kaptur, em entrevista ao canal de televisão ucraniana TSN.


Sputnik

Segundo ela, Obama está muito preocupado com as perdas do exército ucraniano, mas agora ele tem que dar um pouco de tempo para tomar essa decisão.


Militares ucranianos
© AFP 2015/ ANATOLII BOIKO / AFP

"Eu realmente não posso falar por ele, mas é muito importante.:. A Ucrânia demonstra a sua vontade de convencer o mundo de que as suas unidades militares não são aqueles que chegaram lá graças ao governo russo e que não há vazamento de informações. Nós, como país, contribuimos para o treinamento do exército ucraniano e, portanto, os soldados sabem como enfrentar o inimigo, mesmo com as mãos vazias. E eu acho que o presidente deve ter um pouco mais de tempo" disse ela.

No entanto, Kaptur expressou confiança de que o presidente norte-americano resolverá em breve o problema.

"Acho que não demorará muito. Esta manhã eu, com todos os meus colegas, assinamos uma carta ao presidente Obama da parte do Comitê de Cooperação para a Defesa. Pedimos-lhe para alterar o calendário, não importa o calendário que ele tinha em mente, é preciso que autorizem agora mesmo enviar as armas", disse a senadora.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas