Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Tropas russas receberão novos helicópteros-espiões

Veículos possuem estação de interferência ativa “Richag-AB” instalada a bordo, capaz de proteger as mais diferentes peças militares contra ataques aéreos e cegar completamente o inimigo em um raio de centenas de quilômetros.


Tatiana Russakova | Gazeta Russa

O Grupo Empresarial de Tecnologia Radio-eletrônica preparou três sistemas de helicópteros Mi-8MTPR-1 para transferência ao Exército. Todos foram projetados pensando na investigação e supressão de sistemas radio-eletrônicos de controle de tropas e na localização de inimigo em terra.


Tropas russas receberão novos helicópteros-espiões
Sistemas de helicópteros Mi-8MTPR-1 Foto: Vitáli Lankov/RIA Nóvosti

Para tanto, os novos veículos possuem uma estação de interferência ativa “Richag-AB” instalada a bordo. Além de proteger as mais diferentes peças militares contra ataques aéreos, a estação “Richag-AB” é capaz de cegar completamente o inimigo em um raio de centenas de quilômetros.

Essa estação conta também com banco de dados com informações sobre várias instalações militares, o que lhe permite determinar o tipo de alvo e adaptar a ele as interferências mais eficazes.

Graças à sua versatilidade, pode ser instalada em helicópteros e aviões, assim como em objetos parados terrestres ou em movimento, inclusive em navios.

O antecessor do novo sistema de helicópteros é uma estação de interferência ativa para a proteção de grupo de aviação “Smalta”, que foi desenvolvida na década de 1970. A estação era localizada em um reboque de automóvel UAZ, e seu o raio de ação era de apenas 100 km.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas