Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Aligátor e Caçador Noturno - Predadores russos no mercado internacional

DefesaNet

A Rússia é um dos raros países capazes de oferecer dois helicópteros de ataque modernos simultaneamente tendo cada um destes características únicas. Os Ka-52 «Aligátor» e Mi-28NE «Caçador Noturno» desenvolvidos por dois famosos escritórios de design russos estão sendo fornecidos à FA da Rússia e promovidos no mercado internacional pela exportadora exclusiva de armas «Rosoboronexport».

Tanque voador Mi-28NE

O helicóptero de combate Mi-28NE foi desenvolvido com base na experiência de muitos anos de operação e emprego operacional de helicópteros de combate e transporte Mi-24 e Mi-35. A forte blindagem do Mi-28NE permite sua operação nas zonas de emprego intenso de sistemas antiaéreos. «De fato, os nossos helicópteros de combate estão adaptados para a operação em situações quando o inimigo se encontra em baixo e por toda a parte. Não em algum lugar qualquer, mas por toda a parte mesmo, inclusive na proximidade da base aérea», diz o projetista geral, Aleksei Samusenko.




A cabine da tripulação em tandem resiste ao impacto direto de projéteis de 20 mm e os vidros blindados - de balas de 12,7 mm. A fuselagem do helicóptero é integralmente metálica feita de ligas de alumínio e lítio e de materiais compósitos. No projeto do helicóptero é usado o princípio de proteção recíproca dos componentes e de proteção dos elementos mais importantes por meio dos elementos importantes. A alta capacidade de sobrevivência do Mi-28NE é igualmente garantida pelo espaçamento dos motores, disponibilidade de supressores de infravermelho e lançadores de chaff e flares.

As cadeiras de pilotos são providas do sistema de fixação automática do piloto em situações de emergência. O sistema comunica ao piloto a posição do corpo mais segura em caso de aterrissagem dura. Além disso, o trem de pouso absorvente de energia diminui substancialmente as consequências do impacto.

O Sistema integrado de aviônicos embarcados de nova geração oferece a utilização em combate do helicóptero de 24 horas por dia, sob qualquer condição meteorológica, vôo automatizado à baixa altura garantido pelo Sistema automático “Terrain Following" (TF) e alta precisão de navegação. O Sistema permite detectar, identificar e destruir alvos terrestres (de superfície) e aéreos na linha de frente e na profundidade tática.

O Mi-28NE é dotado de canhão móvel de 30 mm 2A42 (dotação de 250 munições, alcance de tiro - até 4 km). Nos pontos fixos podem ser colocados até 16 mísseis antitanque «Ataka» (alcance - 5,8 km) e até quatro pods de foguetes de 80 mm. Para o combate a alvos aéreos são usados mísseis "IGLA-S" (até 4 mísseis). O equipamento do helicóptero com Unidade de Potência Auxiliar (APU) proporciona uma maior autonomia da sua operação.

Desempenho excepcional do "Aligátor"

O helicóptero de combate Ka-52 «Aligátor» é uma versão mais avançada do Ka-50. O esquema coaxial de hélices e dois potentes motores de turbina a gás VK-2500 proporcionam excelentes características de vôo do helicóptero sendo estas particularmente eficientes nas montanhas e espaços limitados com alta umidade e vento forte de até 140 km/h. A sua alta capacidade de manobra permite efetuar manobras rápidas ocupando posições vantajosas para ataque. Além disso, mesmo depois da destruição total da empenagem, o "Aligátor" pode continuar seu vôo.



A cabine da tripulação do Ka-52 é totalmente blindada oferecendo proteção segura contra balas de metralhadoras pesadas e estilhaços de projéteis. O helicóptero caracteriza-se por baixa assinatura radar, é dotado do eficiente sistema optrônico de proteção e dispositivos de lançamento de CME passivas.

Os sistemas e componentes vitais do Ka-52 são redundantes e protegidos, os elementos da célula e da transmissão têm alta margem de segurança da estrutura, há um sistema autônomo de extinção de incêndios. Para os casos de danos críticos o helicóptero é provido do sistema único de assento ejetável que não tem análogos no mundo.

O Sistema multifuncional de aviônicos embarcados é responsável por pilotagem, navegação e emprego meios de ataque aéreo, de dia ou de noite, em qualquer época do ano. Ademais, graças ao seu sistema o Ka-52, é capaz de operar isoladamente, efetuar o controle de um grupo de helicópteros e cumprir missões de reconhecimento. Quanto à sua estrutura, é um sistema multinível de grande capacidade de memória e alta velocidade de operação.

Os radares de busca e de pontaria optrônico embarcados permitem detectar, rastrear e atacar alvos em situações de combate complexas e sob quaisquer condições ambientais. O helicóptero é equipado com um sistema inercial integrado de navegação via satélite, na cabine ficam instalados monitores coloridos para visualização da informação, inclusive carta digital do terreno.

Do lado direito do Ka-52 fica um canhão móvel de 30 mm 2A42 com alimentação seletiva (460 projéteis de alto explosivo ou de perfuração de blindagem) e em seis pontos fixos de semi-asa - até 12 mísseis de alta precisão «Vikhr» (Alcance - até 10 km) ou «Ataka» que perfuram blindagem reativa e clássica equivalente a uma placa de aço homogêneo de 900 mm, até 80 foguetes de 80 mm do tipo S-8 e até 4 mísseis "IGLA-S" da classe ar-ar.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas