Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Aligátor e Caçador Noturno - Predadores russos no mercado internacional

DefesaNet

A Rússia é um dos raros países capazes de oferecer dois helicópteros de ataque modernos simultaneamente tendo cada um destes características únicas. Os Ka-52 «Aligátor» e Mi-28NE «Caçador Noturno» desenvolvidos por dois famosos escritórios de design russos estão sendo fornecidos à FA da Rússia e promovidos no mercado internacional pela exportadora exclusiva de armas «Rosoboronexport».

Tanque voador Mi-28NE

O helicóptero de combate Mi-28NE foi desenvolvido com base na experiência de muitos anos de operação e emprego operacional de helicópteros de combate e transporte Mi-24 e Mi-35. A forte blindagem do Mi-28NE permite sua operação nas zonas de emprego intenso de sistemas antiaéreos. «De fato, os nossos helicópteros de combate estão adaptados para a operação em situações quando o inimigo se encontra em baixo e por toda a parte. Não em algum lugar qualquer, mas por toda a parte mesmo, inclusive na proximidade da base aérea», diz o projetista geral, Aleksei Samusenko.




A cabine da tripulação em tandem resiste ao impacto direto de projéteis de 20 mm e os vidros blindados - de balas de 12,7 mm. A fuselagem do helicóptero é integralmente metálica feita de ligas de alumínio e lítio e de materiais compósitos. No projeto do helicóptero é usado o princípio de proteção recíproca dos componentes e de proteção dos elementos mais importantes por meio dos elementos importantes. A alta capacidade de sobrevivência do Mi-28NE é igualmente garantida pelo espaçamento dos motores, disponibilidade de supressores de infravermelho e lançadores de chaff e flares.

As cadeiras de pilotos são providas do sistema de fixação automática do piloto em situações de emergência. O sistema comunica ao piloto a posição do corpo mais segura em caso de aterrissagem dura. Além disso, o trem de pouso absorvente de energia diminui substancialmente as consequências do impacto.

O Sistema integrado de aviônicos embarcados de nova geração oferece a utilização em combate do helicóptero de 24 horas por dia, sob qualquer condição meteorológica, vôo automatizado à baixa altura garantido pelo Sistema automático “Terrain Following" (TF) e alta precisão de navegação. O Sistema permite detectar, identificar e destruir alvos terrestres (de superfície) e aéreos na linha de frente e na profundidade tática.

O Mi-28NE é dotado de canhão móvel de 30 mm 2A42 (dotação de 250 munições, alcance de tiro - até 4 km). Nos pontos fixos podem ser colocados até 16 mísseis antitanque «Ataka» (alcance - 5,8 km) e até quatro pods de foguetes de 80 mm. Para o combate a alvos aéreos são usados mísseis "IGLA-S" (até 4 mísseis). O equipamento do helicóptero com Unidade de Potência Auxiliar (APU) proporciona uma maior autonomia da sua operação.

Desempenho excepcional do "Aligátor"

O helicóptero de combate Ka-52 «Aligátor» é uma versão mais avançada do Ka-50. O esquema coaxial de hélices e dois potentes motores de turbina a gás VK-2500 proporcionam excelentes características de vôo do helicóptero sendo estas particularmente eficientes nas montanhas e espaços limitados com alta umidade e vento forte de até 140 km/h. A sua alta capacidade de manobra permite efetuar manobras rápidas ocupando posições vantajosas para ataque. Além disso, mesmo depois da destruição total da empenagem, o "Aligátor" pode continuar seu vôo.



A cabine da tripulação do Ka-52 é totalmente blindada oferecendo proteção segura contra balas de metralhadoras pesadas e estilhaços de projéteis. O helicóptero caracteriza-se por baixa assinatura radar, é dotado do eficiente sistema optrônico de proteção e dispositivos de lançamento de CME passivas.

Os sistemas e componentes vitais do Ka-52 são redundantes e protegidos, os elementos da célula e da transmissão têm alta margem de segurança da estrutura, há um sistema autônomo de extinção de incêndios. Para os casos de danos críticos o helicóptero é provido do sistema único de assento ejetável que não tem análogos no mundo.

O Sistema multifuncional de aviônicos embarcados é responsável por pilotagem, navegação e emprego meios de ataque aéreo, de dia ou de noite, em qualquer época do ano. Ademais, graças ao seu sistema o Ka-52, é capaz de operar isoladamente, efetuar o controle de um grupo de helicópteros e cumprir missões de reconhecimento. Quanto à sua estrutura, é um sistema multinível de grande capacidade de memória e alta velocidade de operação.

Os radares de busca e de pontaria optrônico embarcados permitem detectar, rastrear e atacar alvos em situações de combate complexas e sob quaisquer condições ambientais. O helicóptero é equipado com um sistema inercial integrado de navegação via satélite, na cabine ficam instalados monitores coloridos para visualização da informação, inclusive carta digital do terreno.

Do lado direito do Ka-52 fica um canhão móvel de 30 mm 2A42 com alimentação seletiva (460 projéteis de alto explosivo ou de perfuração de blindagem) e em seis pontos fixos de semi-asa - até 12 mísseis de alta precisão «Vikhr» (Alcance - até 10 km) ou «Ataka» que perfuram blindagem reativa e clássica equivalente a uma placa de aço homogêneo de 900 mm, até 80 foguetes de 80 mm do tipo S-8 e até 4 mísseis "IGLA-S" da classe ar-ar.

Postar um comentário