Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Kim Jong-un: Após 'declaração de guerra feroz', Trump e os EUA pagarão caro

Em um raro pronunciamento, o líder norte-coreano Kim Jong-un disse nesta sexta-feira (horário local) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu povo "pagarão caro"pelas “palavras excêntricas” que pregaram a destruição da Coreia do Norte.
Sputnik

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU, Trump afirmou que os EUA estão prontos para a "destruição total" da Coreia do Norte, caso isso se faça necessário.


Além disso, o presidente estadunidense chamou Kim de "Homem Foguete", pelo que considera uma "tática suicida" de provocações contra Washington e o resto dos seus aliados na Ásia.

"Agora estou pensando muito sobre a resposta que ele poderia ter esperado quando ele se permitiu que palavras tão excêntricas tropeçassem da sua língua", disse Kim, em declarações reproduzidas pela Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

"Qualquer coisa que Trump possa ter esperado, ele enfrentará resultados além de suas expectativas. Eu vou, …

Bombardeiros russos concluíram com sucesso exercícios de patrulha aérea no Atlântico

Dois bombardeiros estratégicos russos Tu-95MC, escoltados por caças MiG-31, concluíram com sucesso nesta terça-feira exercícios de patrulha aérea no Mar da Noruega, no Mar de Barents e no Oceano Atlântico, segundo informou o chefe da assessoria de imprensa do ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov.


Sputnik

“Em 14 de abril de 2015, dois bombardeiros estratégicos Tu-95MC, partindo da base aérea de Engels, realizaram com sucesso os objetivos do plano de patrulha aérea… Durante a execução da rota aérea, as aeronaves foram acompanhadas pelos caças MiG-31 da força aérea da Rússia”, disse Konashenkov. 


Bombardeiro estratégico Tu-95 sendo reabastecido por uma aeronave Il-78
© Sputnik/ Mikhail Klimentyev
Ele explicou que a rota atravessou água neutras no Mar de Barents, Mar da Noruega e no Oceano Atlântico. Segundo o militar, em algumas etapas da patrulha, as aeronaves foram acompanhadas ora por caças Eurofighter Typhoon da força aérea britânica, ora por F-16 dinamarqueses.

Os pilotos russos estão realizando exercícios planejados de patrulha aérea sob águas neutras do Ártico, Atlântico, Pacífico e Mar Negro a partir de bases fixas ou móveis.

Na terça-feira, a imprensa informou que as forças aéreas britânicas foram colocadas em estado de alerta, em função dos exercícios russos nas proximidades de suas fronteiras. Mais cedo, a imprensa americana informou que um caça russo Su-27 voou perigosamente próximo e quase colidiu com um avião de reconhecimento norte-americano no espaço aéreo do mar Báltico, também na terça-feira.

O porta-voz da ministério da defesa afirmou que os voos estão sendo realizados conforme as normas internacionais de uso de espaço aéreo sob águas neutras, sem violar as fronteiras de nenhum país.


Postar um comentário