Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministério das Relações Exteriores russo acusa EUA de ajudar terroristas na Síria

Ao reforçar seu interesse em liquidar o Daesh [organização terrorista proibida na Rússia] da face da Terra, Moscou se mostrou preocupada com o fato de os EUA demonstrarem o contrário através de suas ações, ressalta Sergei Ryabkov, vice-ministro do ministério.
Sputnik

"Apesar de tudo, alguns objetivos políticos e geopolíticos são mais importantes para Washington, o que está declarado no plano de lealdade à luta antiterrorista", disse Ryabkov a jornalistas. Segundo ele, a Rússia espera que Washington prove na prática a sua lealdade à luta contra o terrorismo na Síria.


Além disso, o diplomata chamou a morte do tenente-general Valery Asapov de preço pago pela Rússia pela hipocrisia dos EUA na questão da resolução da crise síria. Asapov, que chefiava o grupo dos conselheiros militares russos, morreu na região de Deir ez-Zor durante bombardeio do Daesh.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou fotos aéreas dos bairros a norte de Deir ez-Zor controlados pelos terroristas d…

Comboio humanitário russo atacado por soldados ucranianos

Na Ucrânia, um comboio com ajuda humanitária procedente da Rússia, enviado pela fundação de beneficência Novorossya, foi atingido por disparos do Exército ucraniano. O ataque provocou a morte de uma pessoa, informa a agência noticiosa de Donetsk, citando um representante da Fundação Gleb Kornilov.


Sputnik




“Em 23 de abril, a nossa coluna com uma carga humanitária, composta por três caminhões, se deslocava na região de Shirokino. Nós transportávamos alimentos, medicamentos, sementes agrícolas, roupa. Por razões desconhecidas, a coluna saiu do trajeto pré-estabelecido e, algum tempo depois, chegou perto de posições dos militares ucranianos, 27 km a sudoeste de Donetsk. Os soldados ucranianos abriram fogo”, informou Gleb Kornilov.

Segundo ele, em resultado do ataque “morreu uma pessoa, os outros foram feitos prisioneiros. Entre estes últimos há um ferido”.


Postar um comentário