Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Embraer e Boeing acertam termos de parceria

Acordo prevê criação de uma nova empresa de aviação comercial, com 80% de participação da gigante americana. Boeing vai pagar 4,2 bilhões de dólares aos brasileiros. Transação precisa ser aprovada pelo governo federal.
Deutsch Welle

A Embraer e a gigante americana Boeing anunciaram nesta segunda-feira (17/12) a aprovação dos termos de uma parceria para criar uma nova empresa de aviação comercial. A execução do acerto ainda precisa do aval do governo brasileiro.


De acordo com a proposta, a Boeing deterá 80% de participação na joint venture pelo valor de 4,2 bilhões de dólares, enquanto a fabricante brasileira ficará com os 20% restantes.

"A expectativa é de que a parceria não terá impacto no lucro por ação da Boeing em 2020, passando a ter impacto positivo nos anos seguintes", diz um comunicado conjunto da Embraer e da Boeing divulgado para investidores.

As duas empresas informaram que a joint venture criada para a fabricação de aviões comerciais, que deve absorver toda a operação…

Força Aérea Russa inicia manobras táticas na Armênia

A Força Aérea Russa deu início a uma série de manobras táticas na Armênia nesta quinta-feira (2). Os pilotos do Distrito Militar Sul praticam tarefas de combate na base aérea russa de Erebuni e usam caças de quarta geração MiG-29, segundo informou o porta-voz do Distrito.


Sputnik

De acordo com a fonte, as manobras envolvem mais de 100 pilotos e funcionários de equipes auxiliares, além de mais de 30 unidades de equipamentos especiais aéreos e militares. Dentro de três dias, segundo o porta-voz, os MiG-29 vão “praticar a cobertura aérea de tropas, bem como ações de combate para destruir alvos aéreos simulando bombardeiros, mísseis balísticos e mísseis de cruzeiro do inimigo simulado".


MiG-29
© flickr.com/ Airwolfhound

A base aérea de Erebuni é parte das forças militares que a Rússia mantém na Armênia desde 1995, conforme estabelecido por um tratado bilateral prorrogado em 2010 por um período de 25 a 49 anos, que garante a presença militar russa no país até 2044.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas