Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército Sírio é atacado a partir de área ocupada por EUA e FDS

Tropas do Exército Árabe Sírio que participam de uma ofensiva contra terroristas em Deir ez-Zor foram alvo de ataques lançados a partir de uma área dominada por militantes das Forças Democráticas da Síria (FDS) e unidades especiais das Forças Armadas americanas, conforme revelou o Ministério da Defesa da Rússia nesta terça-feira.
Sputnik

"No último dia, grupos de assalto das tropas governamentais sírias, com apoio da Força Aeroespacial russa, cruzaram o Eufrates e continuaram a expandir a cabeça de ponte capturada a leste de Deir ez-Zor, apesar da dura resistência dos militantes do Daesh", afirmou o porta-voz da Defesa russa, major-general Igor Konashenkov, destacando o avanço das forças de Damasco. 


Segundo o militar, as tropas leais ao presidente Bashar Assad conseguiram liberar uma área de 60 quilômetros quadrados na zona oriental, mas encontraram obstáculos.

"De acordo com relatos de comandantes sírios na linha de frente, o Exército Sírio sofre contra-ataques mais seve…

Força Aérea Russa inicia manobras táticas na Armênia

A Força Aérea Russa deu início a uma série de manobras táticas na Armênia nesta quinta-feira (2). Os pilotos do Distrito Militar Sul praticam tarefas de combate na base aérea russa de Erebuni e usam caças de quarta geração MiG-29, segundo informou o porta-voz do Distrito.


Sputnik

De acordo com a fonte, as manobras envolvem mais de 100 pilotos e funcionários de equipes auxiliares, além de mais de 30 unidades de equipamentos especiais aéreos e militares. Dentro de três dias, segundo o porta-voz, os MiG-29 vão “praticar a cobertura aérea de tropas, bem como ações de combate para destruir alvos aéreos simulando bombardeiros, mísseis balísticos e mísseis de cruzeiro do inimigo simulado".


MiG-29
© flickr.com/ Airwolfhound

A base aérea de Erebuni é parte das forças militares que a Rússia mantém na Armênia desde 1995, conforme estabelecido por um tratado bilateral prorrogado em 2010 por um período de 25 a 49 anos, que garante a presença militar russa no país até 2044.

Postar um comentário