Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

Kalashnikov recorre a mísseis guiados para sobreviver à crise

Grupo Kalashnikov, que no ano passado perdeu o seu tradicional mercado de armas ligeiras nos Estados Unidos, não só está diversificando mercados, mas também reformulando sua própria produção e buscando novos nichos.


Tatiana Russakova | Gazeta Russa

Em fevereiro passado, o Grupo Kalashnikov anunciou o desenvolvimento de veículos aéreos não tripulados e lanchas para fins civis e militares. Além disso, a empresa vem produzindo mísseis guiados Vikhr-1 (whirlwind) encomendados pelo Ministério da Defesa.




Em 2013, a empresa Izhmash, que integra o Grupo Kalashnikov, venceu a licitação para a produção de tais mísseis e, ao longo deste ano, começarão as primeiras entregas para as tropas. O volume da produção é estimado em 12,5 bilhões de rublos.

O atual objetivo da empresa é compensar os modestos volumes de contratos com órgãos de defesa do Estado com uma política de marketing ajustada e o desenvolvimento dos mercados da região Ásia-Pacífico, África e América Latina.

“Ao final de 2014 a companhia Kalashnikov registrou lucro líquido pela primeira vez em sete anos”, diz Aleksêi Krivorutchko, diretor-geral do Grupo Kalashnikov. Com a desvalorização do rublo, a produção de fabricantes russos passou a ter maior demanda no mercado mundial.

Rápido e inteligente

O Vikhr-1 é um míssil guiado com asas dobráveis, construído de acordo com o esquema aerodinâmico “utka” (pato), projetado para destruir veículos blindados e alvos aéreos a baixa velocidade (até 800 km/h). Ele pode ser tanto instalado em helicópteros de ataque, como integrar o sistema aéreo de mísseis Vikhr.

O míssil possui velocidade supersônica (610 m/s) e leva apenas 9 segundos para atingir um alvo localizado a 4 km. As características de desempenho do míssil permitem com que o helicóptero equipado ataque vários alvos simultaneamente e aumentam a sua capacidade de sobrevivência em caso de ataque.

O míssil está equipado com sistemas de orientação inteligente e de rastreamento automático do alvo. Isto é, o piloto detecta a imagem do alvo na tela térmica, realiza a captura na mira e ativa o modo de rastreamento automático do alvo. O sistema lança o foguete automaticamente depois de atingir a distância permitida.

Além do sistema de rastreamento garantir alta precisão dos disparos, o sistema de orientação a laser emite radiação de baixa potência e não pode ser detectado pelos recursos de guerra eletrônica do inimigo.



Postar um comentário