Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Kamaz aposta na fabricação de caminhões não tripulados

Fabricante de caminhões Kamaz investirá 18,5 bilhões de rublos em um programa de desenvolvimento de veículos sem motorista. De acordo com os planos da empresa, cerca de 20 protótipos de veículos não tripulados serão testados até 2025


Mir-robotov.ru

A fabricante de caminhões Kamaz prevê a criação de 20 modelos não tripulados para diferentes fins e condições de uso. Segundo a imprensa russa, o projeto estaria sendo desenvolvido em colaboração com a Cognitive Technologies, o mais antigo produtor de software e sistemas de computador do país.


Kamaz aposta na fabricação de caminhões não tripulados
Para testar os caminhões não tripulados, a Kamaz pretende construir também uma minicidade Foto: Photoshot/Vostock-Photo

Ainda não há informação sobre as fontes de financiamento, mas o projetista principal do centro técnico-científico da Kamaz, Serguêi Nazarenko, disse à agência de notícias Tass que o projeto da montadora já foi aprovado pelo Ministério da Indústria da Rússia.

Para testar os caminhões não tripulados, a Kamaz pretende construir também uma minicidade, na qual será simulado não só tráfego intenso, mas a movimentação de pedestres e ciclistas. Este projeto está sendo baseado em experiências semelhantes dos concorrentes europeus Volvo (Suécia) e Daimler (Alemanha).

A expectativa é que o primeiro protótipo apareça nas estradas da República do Tatarstão em 2017.

Rumo ao futuro

Nos últimos anos, vem crescendo o interesse das montadoras no desenvolvimento de automóveis não tripulados. Alguns elementos desses veículos já estão sendo ativamente introduzidos pelas empresas ocidentais mais avançadas, como o Google.

O fundador da americana Tesla, Elon Musk, chegou a declarar recentemente que a idade do carro tripulado acabou e o futuro favorecerá as versões sem motorista.

As empresas alemães BMW e Audi também já demonstraram em seus relatórios que estão perto de produzir um conjunto de modelos de veículos não tripulados.


Postar um comentário