Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Liga Árabe discute criação de força conjunta antiterror

Representantes de diversos países de maioria árabe estão reunidos no Cairo, capital do Egito, para discutir a possível formação de uma força conjunta para intervir em crises regionais e combater ameaças terroristas.


Sputnik

Segundo o secretário-geral da organização, Nabil al-Arabi, citado pela mídia da região, a iniciativa não será caracterizada pela oposição a algum país em particular, mas, sim, por uma parceria entre Estados árabes. 




A ideia de criar uma força desse tipo já vem sendo debatida por membros da Liga Árabe há várias décadas, desde a assinatura (em abril de 1950) de um pacto de defesa conjunta raramente utilizado. O assunto voltou ao centro das atenções do grupo apenas no mês passado, quando a Arábia Saudita, junto com alguns aliados, decidiu lançar uma ofensiva no Iêmen contra os militantes xiitas conhecidos como houthis. 

Embora a coalizão, apoiada pelos EUA, tenha anunciado uma mudança tática na operação na última terça-feira, a nova fase da intervenção, iniciada hoje sob o título “Restaurando a Esperança”, permanece baseada em ataques aéreos indiscriminados sobre o território iemenita, segundo fontes locais.


Postar um comentário