Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

OTAN seguirá expandindo o projeto de escudo antimíssil na Europa

Os países membros da OTAN não pretendem abandonar as intenções de expansão do sistema de escudos antimíssil na Europa, apesar dos recentes acordos com Teerã, que impedem a produção de armas nucleares iranianas.


Sputnik

A informação foi revelada à agência Sputnik pela porta-voz da OTAN, Oana Lungescu, nesta sexta-feira.


Interceptor de mísseis norte-americano
© flickr.com/ The U.S. Army
“A ameaça aos países membros da OTAN, em função do aumento de mísseis balísticos, segue aumentando… O acordo (com Irã) não altera esse fato”, disse Lungescu.

A interlocutora da agência pontuou que o sistema europeu antimíssil não é voltado contra a Rússia.

O representante permanente da Rússia na OTAN, Aleksandr Grushko, já tinha afirmado que as decisões da OTAN em relação às bases antimíssil no leste europeu alteram a situação política e militar na Europa, representam grande ameaça à Rússia e serão consideradas por Moscou para planejamento da defesa do país.



Postar um comentário