Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Pilotos russos fazem manobras com caças Su-33 sobre o Mar de Barents

Pilotos de caça russos realizaram exercícios táticos com mísseis ar-ar sobre o Mar de Barents, segundo informou o chefe do serviço de imprensa da Frota do Norte do Ministério da Defesa russo, Capitão Vadim Serga, nesta terça-feira (28). Ele explicou que foi treinada a capacidade de prontidão da aviação naval, com dezenas de voos com aviões Su-33.


Sputnik

No início deste mês, a Rússia fez com caças do mesmo modelo manobras de interceptação e de combate aéreo. A aviação da Frota do Norte ainda realizou, na semana passada, exercícios militares antinavio no Mar de Barents ao largo da costa noroeste do país.


Exercícios de aviação da Frota do Norte russa
© Sputnik/ Mikhail Fomichev

Estes pequenos treinos acontecem um mês depois de uma inspeção repentina de grande escala da Frota do Norte. Em março, dezenas de milhares de militares russos, 65 navios de guerra, 15 submarinos e 16 navios auxiliares participaram de uma semana de exercícios para testar a prontidão de combate da Frota do Norte.

A Rússia está aumentando sua presença no Ártico depois de rever em 2014 sua doutrina e incluir, pela primeira vez, a proteção dos interesses nacionais na região.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas