Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Rússia defende cooperação internacional para banir armas biológicas

A Rússia continua disposta a cooperar com todos os países interessados na Convenção sobre Armas Biológicas (BWC), segundo afirmou o Ministério russo das Relações Exteriores nesta segunda-feira (6).


Sputnik

A convenção, que proíbe o desenvolvimento, a produção, o uso e o armazenamento de armas biológicas e tóxicas, continua a ser o principal documento juridicamente vinculativo sobre o assunto, segundo notou a chancelaria russa, confirmando que Moscou "está pronta para cooperar nesta base com todos os países interessados".


Especialistas em armas químicas e biológicas
© AFP 2015/ Daniel PIRIS
A ameaça das armas biológicas continua real e cresce no contexto do avanço tecnológico de duplo propósito, isto é, de uso tanto civil quanto militar, segundo opinou o diretor do departamento de não-proliferação e controle de armas do ministério russo, Mikhail Ulyanov.

Participando de uma reunião em Genebra por ocasião dos 40 anos de vigência da BWC, o diplomata listou as iniciativas da Rússia sobre o tema. Elas incluem uma proposta de criação de um mecanismo para investigar a suspeita de uso de armas biológicas, por iniciativa do Estado afetado e em seu território, bem como medidas concretas de auxílio e proteção nos casos em que armas biológicas tenham sido utilizadas.

"Nosso pacote de propostas também inclui os seguintes elementos: desenvolvimento da cooperação internacional para fins pacíficos, implementação nacional [das exigências da convenção], medidas de construção de confiança, criação de uma agência de consulta permanente para monitorar o avanço tecnológico relacionado à BWC", disse Ulyanov.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas