Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministério das Relações Exteriores russo acusa EUA de ajudar terroristas na Síria

Ao reforçar seu interesse em liquidar o Daesh [organização terrorista proibida na Rússia] da face da Terra, Moscou se mostrou preocupada com o fato de os EUA demonstrarem o contrário através de suas ações, ressalta Sergei Ryabkov, vice-ministro do ministério.
Sputnik

"Apesar de tudo, alguns objetivos políticos e geopolíticos são mais importantes para Washington, o que está declarado no plano de lealdade à luta antiterrorista", disse Ryabkov a jornalistas. Segundo ele, a Rússia espera que Washington prove na prática a sua lealdade à luta contra o terrorismo na Síria.


Além disso, o diplomata chamou a morte do tenente-general Valery Asapov de preço pago pela Rússia pela hipocrisia dos EUA na questão da resolução da crise síria. Asapov, que chefiava o grupo dos conselheiros militares russos, morreu na região de Deir ez-Zor durante bombardeio do Daesh.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou fotos aéreas dos bairros a norte de Deir ez-Zor controlados pelos terroristas d…

Rússia defende cooperação internacional para banir armas biológicas

A Rússia continua disposta a cooperar com todos os países interessados na Convenção sobre Armas Biológicas (BWC), segundo afirmou o Ministério russo das Relações Exteriores nesta segunda-feira (6).


Sputnik

A convenção, que proíbe o desenvolvimento, a produção, o uso e o armazenamento de armas biológicas e tóxicas, continua a ser o principal documento juridicamente vinculativo sobre o assunto, segundo notou a chancelaria russa, confirmando que Moscou "está pronta para cooperar nesta base com todos os países interessados".


Especialistas em armas químicas e biológicas
© AFP 2015/ Daniel PIRIS
A ameaça das armas biológicas continua real e cresce no contexto do avanço tecnológico de duplo propósito, isto é, de uso tanto civil quanto militar, segundo opinou o diretor do departamento de não-proliferação e controle de armas do ministério russo, Mikhail Ulyanov.

Participando de uma reunião em Genebra por ocasião dos 40 anos de vigência da BWC, o diplomata listou as iniciativas da Rússia sobre o tema. Elas incluem uma proposta de criação de um mecanismo para investigar a suspeita de uso de armas biológicas, por iniciativa do Estado afetado e em seu território, bem como medidas concretas de auxílio e proteção nos casos em que armas biológicas tenham sido utilizadas.

"Nosso pacote de propostas também inclui os seguintes elementos: desenvolvimento da cooperação internacional para fins pacíficos, implementação nacional [das exigências da convenção], medidas de construção de confiança, criação de uma agência de consulta permanente para monitorar o avanço tecnológico relacionado à BWC", disse Ulyanov.


Postar um comentário