Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Fora do normal': OTAN teria usado armas climáticas para atingir êxito em operação militar

Uma das teorias de conspiração mais populares é a possível influência humana no clima com armas de tecnologia de última geração. Neste contexto, ganhou talvez o maior destaque o projeto HAARP dos EUA. Oficial da Força Aérea russa e meteorologista, Yevgeny Tishkovetz, contou para a Sputnik até que ponto os humanos podem mudar condições climáticas.
Sputnik

O HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program, em inglês) é um projeto financiado pelas Forças Armadas dos EUA que visa estudar a ionosfera para aperfeiçoamento de suas capacidades de comunicação por rádio e dos sistemas de vigilância com ajuda de tecnologias de ponta.


Há uma teoria de que o sistema HAARP teria sido utilizado na operação militar da OTAN na Iugoslávia em 1999. Yevgeny Tishkovetz, meteorologista do centro Fobos e ex-chefe do serviço meteorológico do Ministério da Defesa russo, disse à Sputnik Sérvia que o sistema pode ter sido realmente usado na Iugoslávia.

Segundo o oficial, a Aliança não tinha como realizar seus…

Rússia terá força militar autossuficiente no Ártico até 2018

Uma força militar autossuficiente será formada no setor russo do Ártico até 2018, segundo afirmou um funcionário sênior do Ministério da Defesa russo nesta quarta-feira (1º).


Sputnik

"O grupo militar russo no Ártico será construído no continente e nas ilhas", disse o oficial, citado pela agência de notícias Itar-Tass. Segundo a fonte, o trabalho de construção já está em andamento e “até 2018 surgirá um grupo autossuficiente incorporando companhias de reconhecimento de rádio, assim como era no passado”.


Soldado russo no Ártico
© Igor Ageyenko
O funcionário disse ainda que a Rússia criará uma nova divisão de defesa aérea e outras unidades militares, incluindo forças de defesa espacial para o Ártico. Além disso, segundo ele, a Força Aérea e o Exército de Defesa Aérea serão armados com aeronaves de combate e de transporte.

O chamado comando estratégico integrado se tonou operacional no setor russo do Ártico a partir de 1º de dezembro de 2014. De acordo com informações prévias do chefe do Estado Maior russo, General do Exército Valery Gerasimov, o comando estratégico teria sob suas ordens uma Força Aérea e um Exército de Defesa Aérea. Além disso, um centro de treinamento especial também será criado no Ártico.



Postar um comentário