Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

Rússia terá força militar autossuficiente no Ártico até 2018

Uma força militar autossuficiente será formada no setor russo do Ártico até 2018, segundo afirmou um funcionário sênior do Ministério da Defesa russo nesta quarta-feira (1º).


Sputnik

"O grupo militar russo no Ártico será construído no continente e nas ilhas", disse o oficial, citado pela agência de notícias Itar-Tass. Segundo a fonte, o trabalho de construção já está em andamento e “até 2018 surgirá um grupo autossuficiente incorporando companhias de reconhecimento de rádio, assim como era no passado”.


Soldado russo no Ártico
© Igor Ageyenko
O funcionário disse ainda que a Rússia criará uma nova divisão de defesa aérea e outras unidades militares, incluindo forças de defesa espacial para o Ártico. Além disso, segundo ele, a Força Aérea e o Exército de Defesa Aérea serão armados com aeronaves de combate e de transporte.

O chamado comando estratégico integrado se tonou operacional no setor russo do Ártico a partir de 1º de dezembro de 2014. De acordo com informações prévias do chefe do Estado Maior russo, General do Exército Valery Gerasimov, o comando estratégico teria sob suas ordens uma Força Aérea e um Exército de Defesa Aérea. Além disso, um centro de treinamento especial também será criado no Ártico.



Postar um comentário