Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Ataques de coalizão saudita atingem Áden após fim de trégua no Iêmen

Aliança saudita decidiu não renovar a trégua por quebra de acordo.
Não houve relatos de mortes.


Reuters

Ataques aéreos das forças lideradas pela Arábia Saudita atingiram posições de rebeldes houthis na cidade de Áden, no Iêmen, e arredores, durante a noite, disseram moradores, após uma trégua humanitária de cinco dias expirar no domingo.



O ministro das Relações Exteriores do Iêmen, Reyad Yassin Abdullah, disse à Reuters que a aliança liderada pelos sauditas decidiu não renovar a trégua porque o acordo foi repetidamente quebrado pelos houthis. Os rebeldes não estavam imediatamente disponíveis para comentários.

"É o que dissemos antes - que se eles começarem de novo, nós começamos de novo", disse o chanceler do governo exilado do Iêmen em Riad. A aliança não estava considerando um novo cessar-fogo, acrescentou.

Bombardeios atingiram o palácio presidencial tomado pelos rebeldes em Áden, grupos de milicianos no leste e oeste que se aproximavam da cidade, assim como o aeroporto internacional, onde houthis e militantes locais estavam em confronto, disseram residentes. Não houve relatos de mortes.

Uma trégua de cinco dias que começou na noite de terça-feira parou os ataques aéreos e permitiu que ajuda humanitária chegasse ao país, embora moradores das províncias remotas de Shabwa, Dhalea e Abyan tenham dito que confrontos terrestres intensos persistiram durante o cessar-fogo.

Postar um comentário