Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Ataques de coalizão saudita atingem Áden após fim de trégua no Iêmen

Aliança saudita decidiu não renovar a trégua por quebra de acordo.
Não houve relatos de mortes.


Reuters

Ataques aéreos das forças lideradas pela Arábia Saudita atingiram posições de rebeldes houthis na cidade de Áden, no Iêmen, e arredores, durante a noite, disseram moradores, após uma trégua humanitária de cinco dias expirar no domingo.



O ministro das Relações Exteriores do Iêmen, Reyad Yassin Abdullah, disse à Reuters que a aliança liderada pelos sauditas decidiu não renovar a trégua porque o acordo foi repetidamente quebrado pelos houthis. Os rebeldes não estavam imediatamente disponíveis para comentários.

"É o que dissemos antes - que se eles começarem de novo, nós começamos de novo", disse o chanceler do governo exilado do Iêmen em Riad. A aliança não estava considerando um novo cessar-fogo, acrescentou.

Bombardeios atingiram o palácio presidencial tomado pelos rebeldes em Áden, grupos de milicianos no leste e oeste que se aproximavam da cidade, assim como o aeroporto internacional, onde houthis e militantes locais estavam em confronto, disseram residentes. Não houve relatos de mortes.

Uma trégua de cinco dias que começou na noite de terça-feira parou os ataques aéreos e permitiu que ajuda humanitária chegasse ao país, embora moradores das províncias remotas de Shabwa, Dhalea e Abyan tenham dito que confrontos terrestres intensos persistiram durante o cessar-fogo.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas