Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

Aviação do Exército realiza treinamento especial para as Olimpíadas

Treinamento utilizou cinco tipos de aeronaves e óculos de visão noturna.
Durante três semanas, 270 homens participaram dos exercícios.


Nicole Melhado | G1 Vale do Paraíba e Região

Militares do Comando de Aviação do Exército (Cavex), em Taubaté (SP), estão sendo treinados para ações de combate ao terrorismo e situações de risco. Os exercícios simulam a atuação do grupo durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Os voos das 12 aeronaves foram feitos na região de Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo.


operacao_luas1

De acordo com o Exército, foram três semanas de simulações de operações de embarque e desembarque de tropas especializadas, transporte de cargas externas, reconhecimento e navegação noturna. Participaram desta etapa do treino, que termina nesta semana e tem ênfase em voo noturno, 270 militares.
“Estão sendo utilizados cinco tipos de aeronaves, equipamentos de apoio como material de combate a incêndio, abastecimento, salvamento aéreo e resgate, óculos de visão noturna, entre outros”, explicou o tenente-coronel Cícero Ubiratan de Oliveira Santos, chefe da sessão de Comunicação Social do Cavex.

O treinamento passou ainda pelas cidades de Resende (RJ) e Lins (SP). Segundo o Comando de Aviação do Exército, até o período das Olimpíadas deverão ser realizados novos exercícios.

“As operações buscam se aproximar ao máximo da realidade que a Aviação poderá encontrar nas Olimpíadas”, afirmou ainda o tenente-coronel.


Postar um comentário