Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Chefe militar dos EUA na Europa pede que OTAN siga unida contra Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, atacará a OTAN se a Organização não permanecer unida, disse o comandante do Exército americano na Europa, Ben Hodges.


Sputnik

"Tenho certeza de que um ataque preventivo à OTAN é muito possível se ele (Putin) acreditar que os Estados Unidos não ajudarem a Polônia, se o Reino Unido não apoiar a Letônia, ou se Portugal não ajudar a Estônia", disse durante uma conferência de chefes das forças terrestres da aliança celebrada em Oberammergau, na Alemanha.


Ben Hodges, comandante do Exército americano (EUA) na Europa
© AP Photo/ Sergei Chuzavkov

Segundo Hodges, "enquanto nos mantivermos unidos e mostrarmos nossa capacidade, não haverá um ataque russo."

A melhor maneira de mostrar solidariedade, segundo o militar americano, é realizar um forte programa de exercícios militares que demonstre o poderio e a resolução da OTAN.

O comandante do Exército dos Estados Unidos na Europa ressaltou que a operação de treinamento Anakonda "é uma mensagem estratégica a nossos parceiros de que estamos aqui e vamos apoiá-los e também é uma mensagem à Rússia de que estamos preparados para fazer o que for necessário para conter sua agressão."


Postar um comentário

Postagens mais visitadas