Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Fora do normal': OTAN teria usado armas climáticas para atingir êxito em operação militar

Uma das teorias de conspiração mais populares é a possível influência humana no clima com armas de tecnologia de última geração. Neste contexto, ganhou talvez o maior destaque o projeto HAARP dos EUA. Oficial da Força Aérea russa e meteorologista, Yevgeny Tishkovetz, contou para a Sputnik até que ponto os humanos podem mudar condições climáticas.
Sputnik

O HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program, em inglês) é um projeto financiado pelas Forças Armadas dos EUA que visa estudar a ionosfera para aperfeiçoamento de suas capacidades de comunicação por rádio e dos sistemas de vigilância com ajuda de tecnologias de ponta.


Há uma teoria de que o sistema HAARP teria sido utilizado na operação militar da OTAN na Iugoslávia em 1999. Yevgeny Tishkovetz, meteorologista do centro Fobos e ex-chefe do serviço meteorológico do Ministério da Defesa russo, disse à Sputnik Sérvia que o sistema pode ter sido realmente usado na Iugoslávia.

Segundo o oficial, a Aliança não tinha como realizar seus…

Chefe militar dos EUA na Europa pede que OTAN siga unida contra Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, atacará a OTAN se a Organização não permanecer unida, disse o comandante do Exército americano na Europa, Ben Hodges.


Sputnik

"Tenho certeza de que um ataque preventivo à OTAN é muito possível se ele (Putin) acreditar que os Estados Unidos não ajudarem a Polônia, se o Reino Unido não apoiar a Letônia, ou se Portugal não ajudar a Estônia", disse durante uma conferência de chefes das forças terrestres da aliança celebrada em Oberammergau, na Alemanha.


Ben Hodges, comandante do Exército americano (EUA) na Europa
© AP Photo/ Sergei Chuzavkov

Segundo Hodges, "enquanto nos mantivermos unidos e mostrarmos nossa capacidade, não haverá um ataque russo."

A melhor maneira de mostrar solidariedade, segundo o militar americano, é realizar um forte programa de exercícios militares que demonstre o poderio e a resolução da OTAN.

O comandante do Exército dos Estados Unidos na Europa ressaltou que a operação de treinamento Anakonda "é uma mensagem estratégica a nossos parceiros de que estamos aqui e vamos apoiá-los e também é uma mensagem à Rússia de que estamos preparados para fazer o que for necessário para conter sua agressão."


Postar um comentário