Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Única mulher a bordo do submarino argentino desaparecido é oficial pioneira

Eliana María Krawczyk, de 35 anos, é a 'primeira submarinista' da Argentina. O ARA San Juan desapareceu com 44 tripulantes no Atlântico Sul.
G1

Única mulher no submarino militar argentino desaparecido com 44 tripulantes no Atlântico Sul, Eliana María Krawczyk, de 35 anos, é descrita pela imprensa local como primeira oficial submarinista do país e da América do Sul. Ela ocupa o cargo de chefe de armas do ARA San Juan, que perdeu contato com a terra na sexta-feira (17).

Eliana nasceu em Oberá, na província de Misiones, no nordeste da Argentina, e só conheceu o mar aos 21 anos de idade, destaca o perfil do jornal "Clarín". Após se formar no ensino médio, ela se matriculou na Universidade de Misiones para fazer faculdade de Engenharia Industrial.

Duas tragédias familiares levaram Eliana a desistir do curso: a morte de um irmão, em um acidente de trânsito, e a morte da mãe, em decorrência de um problema cardíaco.

Em um perfil publicado em 2015 na revista "Viva", que …

Coreia do Norte alerta Seul sobre ataques sem aviso prévio na costa oeste da península

Pyongyang ameaçou nesta sexta-feira (8) atacar alvos da Marinha sul-coreana “sem aviso prévio” em águas da Coreia do Norte na costa oeste da península. A região foi palco de confrontos no passado e passa até junho pela temporada de pesca de caranguejos.


Sputnik


Barco de patrulha da Coreia do Norte.
© AFP 2015/ Goh Chai Hi

O comando militar norte-coreano afirmou que “deste momento em diante, não haverá anúncios prévios de ataques seletivos contra navios da Marinha fantoche que violam a nossa fronteira marítima militar nas águas agitadas a oeste da costa”.

A fronteira marítima ao largo da costa oeste da península definida após a Guerra da Coreia é contestada por Pyongyang. As Marinhas dos dois países se enfrentaram na região em 1999 e 2002.



Postar um comentário