Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Denel T5-52 atira granadas a quase 55 km de distância

Forças Terrestres

A sul-africana Denel Land Systems teve a oportunidade de testar, mês passado, o seu sistema de artilharia de longo alcance T5-52, que consiste em uma peça de 155 mm montada sobre um caminhão.


TATA-3

Os deslocamentos da viatura e os disparos foram realizados em um evento fechado para convidados, que teve lugar no Campo de Testes de Overberg, no litoral sul da África do Sul, perto da cidade de Arniston.

Dotado de munição especial, de impulso assistido, o sistema T5-52 provou ter alcance confiável de 54,8 km, ao nível do mar. A cadência de fogo no primeiro minuto alcançou seis projetis, e o ritmo sustentado (por tripulação da fábrica) foi de dois disparos por minuto.

Apenas como dado de comparação: o obuseiro autopropulsado de origem americana M-109 A5, adotado pelos exércitos do Brasil e do Chile, possui alcance 23,5 km com munição desassistida, e de 30 km com projetis de impulso especial.

O canhão sul-africano pode ser elevado de 3° até um ângulo superior a 72º (o dado exato é confidencial). Os predicados da arma já despertaram o interesse dos generais indianos (e certo alarma no Paquistão…).



Postar um comentário