Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Dois embaixadores são mortos em acidente de helicóptero no Paquistão

Segundo informações apuradas, em um acidente aéreo no Paquistão seis pessoas morreram, inclusive embaixadores da Noruega, Filipinas, mulheres dos embaixadores da Malásia e Indonésia e dois pilotos, mais cinco pessoas foram feridas, inclusive embaixadores da Polônia e Holanda.


Sputnik

Os embaixadores da Noruega e Filipinas, Leif H. Larsen e Domingo D. Lucenario Jr, respetivamente, são entre as seis pessoas mortas nesta sexta-feira (6) quando o helicóptero que os transportava, colidiu com uma escola no norte do Paquistão, escreveu general Asim Bajwa no seu Twitter.



Helicóptero militar paquistanês em Islmabad
Helicóptero militar paquistanês - © AP Photo

O comboio de três helicópteros transportava uma delegação diplomática ao território Gilgit-Baltistan no Paquistão, na região disputada de Caxemira. Os helicópteros levavam ao todo representantes de 37 países.

Um dos helicópteros colidiu com uma escola, disse uma fonte no exército, frisando que o número de mortos podia aumentar. Um dos oficiais disse que foi ordenado a enviar o maior número possível de ambulâncias porque a situação lá é grave. A mídia local cita que um dos passageiros, sem revelar seu nome, disse que a escola pegou fogo após o acidente.

“O helicóptero foi abatido por um míssil antiaéreo, matando pilotos e muitos embaixadores estrangeiros”, divulga a AFP um comunicado em urdu, enviado via e-mail pelo porta-voz do Taliban Muhammad Khorasani.

“Um grupo especial do Tehreek-e-Taliban Pakistan tinha preparado um plano especial para eliminar Nawaz Sharif [premiê paquistanês] durante a sua visita, mas ele sobreviveu porque seguia a bordo de outro helicóptero”, acrescentou Khorasani.

Os funcionários oficiais do Paquistão ainda não reagiram à declaração do Talibã. No Ministério da Defesa disseram a investigação das razões do acidente está em curso. Uma fonte militar manifestou que o helicóptero podia cair na sequência de um problema técnico e não foi derrubado.

Uma nota anterior do gabinete do primeiro-ministro dissera que Sharif estava em um avião, não em um helicóptero, a caminho de Gilgit no momento do ataque, mas voltou para Islamabad após a notícia do acidente.


Postar um comentário