Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Força Aérea israelense se une aos gregos para treinar contra sistemas S-300

A Força Aérea israelense realizou um exercício de treinamento conjunto no qual executou missões contra a os sistemas de mísseis terra-ar S-300 que serão enviados da Rússia para o Irã.


Sputnik

O treinamento bilateral foi conduzido contra duas baterias gregas do S-300 estacionadas na ilha de Creta, e aconteceu entre os dias 20 e 30 de abril, quando os israelenses se uniram às manobras INIOHOS-2015 da Força Aérea Grega, um de seus maiores treinos anuais, em que pelo menos 150 aviões de combate de todos os esquadrões gregos tomaram parte.


Um destacamento de S-300 em São Petersburgo
© Sputnik/ Aleksei Danichev

Segundo diversas fontes, Israel mobilizou uma força de dez caças F-16I de quatro esquadrões, e suas aeronaves foram reforçadas por equipes da Força Aérea dos EUA na Europa atuando como controladores de ataque terminal conjunto (JTAC, na sigla em inglês).

Israel adquiriu dados técnicos sobre o S-300, capaz de atingir alvos aéreos a uma distância de 150 km e a altitudes de até 27 mil metros, e realizou as manobras a fim de testar diferentes táticas contra o sistema, em ataques simulados contra alvos terrestres protegidos pelas baterias gregas.

A Grécia, por sua vez, adquiriu os S-300 da Rússia no final de 1990, sendo o único membro da OTAN que tem o sistema em serviço.

No mês passado, o ministro da Defesa grego, Panos Kammenos, em uma visita a Moscou para uma conferência sobre segurança global, disse que Atenas estava em negociações com o governo russo para a compra de novos mísseis para seus S-300, bem como para a manutenção de seus mísseis S-300, Top M-1 e Kornet.

Em 2007, a Rússia e o Irã assinaram um contrato para o fornecimento de cinco baterias do sistema S-300 a Teerã, mas em 2010 a transação foi suspensa devido às sanções impostas pela ONU contra o programa nuclear iraniano. Em 13 de abril deste ano, após a conclusão bem-sucedida das negociações internacionais em Genebra que chegaram a um acordo nuclear com o Irã, o governo russo suspendeu a proibição sobre a venda dos sistemas S-300.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas