Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército Sírio é atacado a partir de área ocupada por EUA e FDS

Tropas do Exército Árabe Sírio que participam de uma ofensiva contra terroristas em Deir ez-Zor foram alvo de ataques lançados a partir de uma área dominada por militantes das Forças Democráticas da Síria (FDS) e unidades especiais das Forças Armadas americanas, conforme revelou o Ministério da Defesa da Rússia nesta terça-feira.
Sputnik

"No último dia, grupos de assalto das tropas governamentais sírias, com apoio da Força Aeroespacial russa, cruzaram o Eufrates e continuaram a expandir a cabeça de ponte capturada a leste de Deir ez-Zor, apesar da dura resistência dos militantes do Daesh", afirmou o porta-voz da Defesa russa, major-general Igor Konashenkov, destacando o avanço das forças de Damasco. 


Segundo o militar, as tropas leais ao presidente Bashar Assad conseguiram liberar uma área de 60 quilômetros quadrados na zona oriental, mas encontraram obstáculos.

"De acordo com relatos de comandantes sírios na linha de frente, o Exército Sírio sofre contra-ataques mais seve…

Marinha gasta quase R$ 500 mil em pesquisa de imagem

A escolhida para realizar o trabalho foi a Fundação Getúlio Vargas


Murilo Ramos | Época

A Marinha contratou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) para realizar uma pesquisa de opinião para saber como anda a imagem da corporação. A FGV foi contratada sem licitação por R$ 495 mil.




Um dos principais problemas que a Marinha tem enfrentado recentemente é o envelhecimento de sua frota. Os custos de manutenção de embarcações são altíssimos e nem sempre compensam em razão da pouca vida útil que lhes resta. O navio "NDD Ceará", que levava suprimentos para o Haiti, por exemplo, ficou à deriva seis dias na semana passada com 600 militares embarcados.

A situação da Marinha e das outras forças armadas pode piorar. Em entrevista a ÉPOCA, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, disse que o contingenciamento de despesas no ministério pode chegar a 50%.



Postar um comentário