Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia não considera Patriot como alternativa ao S-400, diz parlamentar turco

Washington está negociando com Ancara quanto à possibilidade de fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea norte-americanos Patriot no lugar dos S-400 russos, escreveu a revista turca Sabah, citando a assessora do Secretário de Estado dos EUA em questões políticas, Tina Kaidanow.
Sputnik

Kaidanow relevou que o Departamento do Estado está negociando com a Turquia para "tentar dar a entender aos turcos o que se pode fazer em relação aos Patriot".

"Estamos preocupados que a compra dos sistemas russos de defesa antiaérea seja uma espécie de apoio para a Rússia que, pelo que vimos, não se comporta bem em várias partes do mundo, inclusive na Europa", afirmou a assessora, citada pela edição turca.

Um representante do Ministério das Relações Exteriores turco, que pediu anonimato, comentou à Sputnik Turquia sobre a situação quanto às compras dos S-400 por Ancara, bem como quanto ao diálogo com os EUA.
"A nossa postura em relação aos S-400 foi reiterada por diversas vezes…

Ministério Público Militar da Ucrânia permite ao Setor de Direita violar as leis

Na semana passada tornou-se público o conflito latente entre as Forças Armadas da Ucrânia e a organização nacionalista paramilitar Setor de Direita, que participou na operação militar contra a milícia em Donbass.


Sputnik

Os soldados do Exército ucraniano bloquearam a sede da organização nacionalista localizada no leste da Ucrânia. O líder do grupo radical Dmitry Yarosh chamou o acontecimento de provocação por parte das autoridades ucranianas e organizou uma ação de protesto em Kiev, perto da administração presidencial de Pyotr Poroshenko.


Setor de Direita
© Sputnik/ Aleksandr Maksimenko
Enquanto isso, o promotor-geral da Ucrânia Anatoly Matios chamou o Setor de Direita de “grupo armado ilegal”. Ao mesmo tempo, ele disse que os nacionalistas podem violar as leis do país porque eles são patriotas fiéis à Ucrânia. Em entrevista a um canal de TV ucraniano, Matios disse:

“Podemos perguntar ao Google o que são grupos armados que não estão registrados nas instituições do Estado. A resposta será idêntica à minha: aqueles que não estão registrados numa instituição do Estado estão fora da lei. O Setor de Direita, segundo a lei, pode ser chamado de grupo armado ilegal. Mas eu, provavelmente, mentiria e não seria ucraniano se não dissesse que este não é um simples grupo armado. O Setor de Direita são patriotas absolutos.”

As autoridades da Ucrânia se abstiveram de comentários sobre a situação entre as Forças Armadas e Setor de Direita.

Durante o protesto, que foi realizado em Kiev em 29 de abril, os nacionalistas exigiram a demissão de Pyotr Poroshenko do posto de presidente da Ucrânia. Os radicais também ameaçaram atear fogo à administração presidencial.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas