Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China tira mais um 'trunfo' aos EUA criando catapultas eletromagnéticas para porta-aviões

A China desenvolveu sua própria catapulta eletromagnética para os porta-aviões, sendo que anteriormente os EUA eram o único país que usava esse tipo de equipamento. Fazendo isso, o país asiático tem como objetivo melhorar a capacidade de combate dos seus grupos aeronavais.
Sputnik

Engenheiros chineses testaram o protótipo da catapulta eletromagnética de fabricação nacional com aviões de combate J-15, afirmou o contra-almirante chinês Yin Zhuo à edição China Daily. O alto responsável militar especificou que os aviões efetuaram "milhares de decolagens" usando a catapulta.


As catapultas dos porta-aviões são utilizadas para dar um impulso extra à aeronave (o que não é necessário se a aeronave decola do chão), devido à pequena pista de aterrissagem dos porta-aviões. Anteriormente, esse impulso era produzido por vapor.

O dispositivo eletromagnético usa um cabo de aço que liga o avião à catapulta e o faz decolar. De acordo com a mídia, o uso da catapulta foi conseguido devido ao sucess…

Moscou: tentativa de Kiev de retomar aeroporto de Donetsk viola acordos de Minsk

Os planos de Kiev de retomar o aeroporto de Donetsk, controlado pelas forças de autodefesa do leste ucraniano, contradizem os acordos de Minsk, segundo declarou o porta-voz presidencial da Rússia, Dmitry Peskov, em entrevista coletiva nesta terça-feira (12).


Sputnik

"É claro", disse Peskov, respondendo afirmativamente a uma pergunta sobre o assunto. "Temos declarado repetidamente que o lado ucraniano não cumpre os pontos dos acordos de Minsk", observou.


Observadores de OSCE no aeroporto de Donetsk

Na segunda-feira (11), o presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, disse que o aeroporto de Donetsk seria retomado por suas tropas. "Eu não tenho dúvida de que vamos liberar o aeroporto, porque é a nossa terra", afirmou Poroshenko.

As forças de Kiev controlaram os terminais do aeroporto de Donetsk por vários meses, bombardeando os subúrbios da cidade a partir de suas posições. Em janeiro, porém, as autoridades da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) anunciaram que as suas forças de autodefesa haviam recuperado o controle total sobre o ponto estratégico. Desde então, as tropas ucranianas fizeram várias tentativas de recapturar as suas posições. De acordo com o Ministério da Defesa da RPD, cerca de 600 militares ucranianos foram mortos ou feridos durante o impasse armado em torno do aeroporto.

No entanto, o cessar-fogo é um dos pontos-chave dos acordos de Minsk assinados em fevereiro pelas partes em conflito, com a participação da Rússia, da França e da Alemanha, a fim de assegurar uma resolução para a crise. Outros pontos incluem a retirada do armamento pesado da linha de contato, a troca de prisioneiros e a realização de eleições locais em Donbass, bem como uma reforma constitucional na Ucrânia.

No vídeo abaixo, o líder da RPD, Aleksandr Zakharchenko, depois de visitar o aeroporto de Donetsk em novembro do ano passado, já denunciava os constantes bombardeios feitos por Kiev, inclusive em áreas residenciais, mesmo após a assinatura, em setembro (também em Minsk), de um primeiro memorando de cessar-fogo no leste da Ucrânia.




Postar um comentário