Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Partes do Gripen serão feitas em Mauá-SP

Leone Farias | Diário do Grande ABC

O início da construção da fábrica em São Bernardo para a montagem de aeroestruturas (partes da fuselagem) dos caças Gripen NG que vão equipar a FAB (Força Aérea Brasileira) foi adiado para 2018, e a entrega das primeiras aeronaves, para 2019. Até lá, enquanto o investimento de US$ 150 milhões previsto pela companhia sueca para essas instalações não ocorre, o grupo Inbrafiltro, parceiro no empreendimento, iniciará a produção de partes de material composto (mistura de dois ou mais materiais, podendo ser plástico e fibra de carbono), como asas e a tampa do trem de pouso da aeronave, por exemplo, em seu complexo fabril em Mauá.




Segundo o presidente do grupo Inbrafiltro, Jairo Cândido, a negociação para a SBTA (São Bernardo Tecnologias Aeronáuticas), joint-venture entre as duas empresas que vai produzir as fuselagens do avião, está caminhando, mas, provisoriamente, a unidade Inbra Aerospace, em Mauá, vai sediar a confecção das peças, após ampliação, prevista para o ano que vem. O executivo cita que essa divisão do grupo, hoje com 130 funcionários e faturamento anual de US$ 6 milhões, dobrará de tamanho em dois anos.

Cândido acrescenta que, ao mesmo tempo, os próximos dois anos serão gastos com capacitação, no Brasil e na Suécia, para que os profissionais que vão atuar em São Bernardo adquiram know-how para a produção da fuselagem, que exige altíssima precisão.

Em relação ao local para receber as futuras instalações da SBTA, inicialmente previsto para ficar em terreno de 40 mil m² em frente à Rodovia dos Imigrantes, próximo à entrada do Rodoanel, ele disse que não houve mudanças nos planos – na terça-feira, a direção da Saab informou que não havia definição de onde seria a fábrica. “Mas o prazo de maturação é grande, porque a curva de aprendizado é difícil”, ponderou.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas