Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin passa para Trump a responsabilidade de resolver conflito na Síria

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, passou a bola para que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, seja o responsável por resolver o conflito na Síria.
EFE

Helsinque - Em entrevista coletiva conjunta realizada nesta segunda-feira, em Helsinque, após a primeira cúpula entre os dois líderes, Putin também deu para Trump uma bola oficial da Copa do Mundo.

"No que se refere ao fato de a bola da Síria estar no nosso telhado, senhor presidente, o senhor acaba de dizer que organizamos com sucesso o Mundial de Futebol. Portanto, quero agora entregar esta bola. Agora, a bola está do seu lado", disse Putin.

O presidente russo fazia uma referência a uma frase do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que havia afirmado que a bola para resolver o conflito na Síria estava no telhado do Kremlin.

Trump agradeceu pelo presente e disse estar confiante de que EUA, México e Canadá organizarão em 2026 uma Copa do Mundo tão bem-sucedida como a da Rússia.

Na sequência, o presidente americ…

Pentágono pede US$ 5 bilhões para combater "satélites assassinos" russos

A secretária da Força Aérea dos Estados Unidos, Deborah Lee James, disse que os EUA começaram os preparativos para um potencial conflito militar no espaço.


Sputnik

De acordo com o jornal norte-americano Business Insider, a Secretaria pediu fundos adicionais para construir satélites que protejam o país de um possível ataque russo ou chinês.


Pentagono, Estados Unidos (EUA)

Um hipotético conflito entre a Rússia (junto com a China) e os EUA levou a Força Aérea dos Estados Unidos pedir US$ 5 bilhões para o desenvolvimento e implementação de sistemas ofensivos e defensivos de satélites espaciais.

"Temos que entender que o céu acima de nós nem sempre será um oásis tranquilo", declarou Deborah Lee James no Simpósio sobre o Espaço, no estado de Colorado. Segundo ela, os sistemas espaciais sempre estão entre os primeiros a lidar com "uma demonstração da superioridade do inimigo", por isso é necessário "ter uma nova mentalidade quando se trata do espaço."

A Rússia e a China são consideradas os principais países contra os quais os EUA planejam realizar a "corrida espacial". Segundo a secretaria norte-americana, a ameaça pode ser provocada pelo bloqueio dos sistemas de navegação GPS e de satélites de comunicações.

Segundo nota Business Insider, uma das razões para os EUA verem na Rússia um inimigo foi o lançamento russo, em 2014, de três satélites de telecomunicações e naves espaciais que podem passar de uma órbita mais alta para uma mais baixa, para mais perto dos outros satélites.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas