Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Rebeldes iemenitas afirmam ter derrubado F-16 marroquino

Poder Aéreo

O jornal inglês The Guardian informou que rebeldes xiitas no Iêmen teriam derrubado um caça F-16 marroquino que participava da coalizão liderada pela Arábia Saudita naquele país. O evento teria ocorrido no domingo (10), um dia após o acordo de cessar-fogo humanitário.


F-16 marroquino abatido 1

Fontes oficiais no Marrocos no entanto informaram apenas que um dos seus caças desapareceu no domingo por volta das 18h00, horário local.

Um site de notícias marroquino com laços estreitos com palácio real do reino e os serviços de segurança e inteligência disse que a aeronave era um dos dois caças que partiu de uma base nos Emirados Árabes Unidos em uma missão de reconhecimento sobre o lado iemenita da fronteira com a Arábia Saudita. O site de língua francesa, Le360, disse baterias antiaéreas rebeldes estacionadas no topo de montanhas abriram fogo contra as duas aeronaves quando eles sobrevoaram o terreno a baixa altitude.

Fotos supostamente mostrando o avião abatido foram exibidas nas mídias sociais, apresentando membros de tribos armadas e crianças que levantam ao lado de destroços com cores nacionais do Marrocos. Um cadáver também foi também aparece nas imagens.

A Força Aérea do Marrocos possui seis F-16 baseados nos EAU. Se for confirmada a queda do F-16, este será o segundo caça abatido nesta campanha.




Postar um comentário